21 maio 2014

[Resenha] Identidade Roubada - Chevy Stevens

Atenção comentaristas: esta resenha será computada no top comentarista de maio!

Título: Identidade Roubada
Autor(a): Chevy Stevens  
Editora: Arqueiro
Gênero:  Thriller Policial
Nº de pág: 256
Sinopse: Era para ser um dia como outro qualquer na vida de Annie O’Sullivan. A corretora de imóveis levanta da cama com três objetivos: vender uma casa, fazer as pazes com a mãe e não se atrasar para o jantar com o namorado. Naquele domingo, aparecem poucas pessoas interessadas em visitar o imóvel. Quando Annie está prestes a ir embora, uma van estaciona diante da casa e um homem sorridente vem em sua direção. A corretora tem certeza de que será seu dia de sorte. Mas o inferno está apenas começando. Sequestrada por um psicopata, Annie fica presa durante um ano inteiro em um chalé nas montanhas, onde vive um pesadelo que deixará marcas profundas.

Sem introduções para esse livro.

Não sei se dizer que amo o livro é permitido, na verdade é ridículo dizer apenas o quanto ele é bom, olha, falando sério não sei o que dizer. Não sei por onde começar, não sei como resenhar, portanto, vou tentar passar as impressões que eu tive com o livro.

Conheci esse livro através do relato da Manu, fiquei doida por ele e no fim de tudo, acabei trocando ele com a Manu mesmo!!!

Pra começo de conversa, esse é um livro pra ser lido em um dia, ele é tenso, denso, metódico, dolorido, sofrido, e pra quem me conhece sabe o quanto isso é difícil em um Thriller policial.

Chorei, chorei pela Annie, chorei pelo que aconteceu por ela, e apesar de ser um relato baseado em uma ficção, é um relato visceral do que acontece de mulheres que são sequestradas e ficam meses, quando não anos na mãos dos seus sequestradores. 

Os medos, os absurdos - e abusos aos quais são submetidos são horríveis - estão ali, tudo bem descrito e bem detalhado, com todo teor psicológico e carga emocional que o sequestrador e sequestrada devem ter.

Durante 1 ano, Annie foi mantida em cativeiro pelo Maníaco. Estava em uma espécie de cabana e era obrigada a fazer tarefas domésticas. Ela foi treinada até para fazer xixi, tendo horário certo para tudo. O livro alterna entre a época em que esteve prisioneira, e as suas consultas com a analista, e mostra o quão afetada psicologicamente ela foi, sendo que até hoje ela dorme no closet, e faz xixi nos horários certos. Tudo é tão, tão forte que parar para respirar é necessário!!

Consegui acompanhar a mudança de personalidade de Annie, e a quão fundo uma pessoa pode chegar, o quão degradante um ser humano pode viver, e o tanto de pertubação que uma pessoa pode ter mentalmente pra chegar ao ponto de infligir certas coisas a outro ser humano. Ao mesmo tempo, descobri os "porquês".

Porque justo ela foi sequestrada? qual é a motivação do maniaco? Ele não deixa isso claro em momento nenhum. Será que agora de volta à sociedade ela vai conseguir voltar ao normal ou é algo que nunca pode ser apagado

E o final, PQP, (desculpa Chrys) eu não acreditei, e custo a acreditar que existem motivações ridículas e perversas assim, que façam com que as pessoas se rebaixem por dinheiro, sem pensar nas consequências de seus atos, sem pensar em tudo que pode acontecer. 

Quando na segunda parte, ou melhor, na segunda metade do livro eu achei que tudo ia ficar mais tranquilo, a coisa foi tomando um rumo inesperado e eu só queria saber como ela reconstruiria sua vida, mas as investigações continuaram e quando eu achei que tudo estivesse resolvido, não , a autora dá um banho em todo mundo . 

Esse é um livro que eu não irei ler novamente, ele é fantástico, perfeito, ótimo em toda sua construção e narrativa, mas cruel, tenso, e olha, desperta o que há de pior no ser humano. E ainda assim eu gostei, psicótica eu? Talvez quem sabe! Mas se Chevy Stevens escrever sempre tão bem assim, vou ser sua fã para sempre!

Eu já sabia o que me esperava e ainda assim fui surpreendida, precisamos definitivamente de mais autores assim!! É um paradoxo estranho mas necessário, acho que é um livro que todos deveriam ler!!! Sair do seu lugar comum e se jogar em outros lugares. 

Acho que deu pra entender o que é esse livro, sem precisar uma resenha especificamente né?

Desde o comentário da Manu eu sabia que esse livro ganharia 5 estrelas. 

Beijos 


18 comentários:

  1. Oi, Sara
    Gostei muito da sua resenha. Não conhecia esse livro, mas fiquei louca para ler. Quero saber porque a Annie foi sequestrada, quem era o sequestrador e comi ela conseguiu escapar e tenho muitas outras perguntas. Com toda a certeza, quero ler esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Sarinha, sua linda! Tão bom quando um livro que gostamos e indicamos acaba sendo tão ou mais curtido ainda por alguém a quem admiramos! A-c-o-n-t-e-c-e-u!!!
    QUem me indicou o livro foi a Adriana e juro que não consegui ler todo a princípio. Fiquei tão mal, mas tão mal mesmo com a crueldade daquele cativeiro que pedi a Dri que me contasse spoilers... isso só aconteceu pra que eu tivesse estômago pra seguir adiante... e ela foi dizendo aos poucos, com medo de revelar demais... então retomei a leitura uma semana depois. Pois é sou fraca, fraca mesmo para esse tema violência.
    Como a Dri me disse muito bem e me peguei fazendo o mesmo: cheguei a morder a mão pra aguentar tanta maldade.
    Indico o livro para quem tem mesmo coragem. É doloroso!

    Fiz esta resenha aqui e adorarei saber sua opinião: Ler para divertir

    ResponderExcluir
  3. Oie, Sara! Esse livro me lembra um pouco Pretty Girl 13, eu ainda não li, mas ele está na minha estante esperando o momento certo — sou dessas que tem momento e sentimento pra tudo. Enfim, é mesmo muito aterrorizando você acompanhar a narrativa de um personagem — mesmo fictício, como você disse — e imaginar que tudo o que acontece com ele pode ser a realidade de muitas pessoas por aí! Já assisti a filmes parecidos e sempre fiquei emocionada. Esse livro parece uma bomba de explosões, resumindo de maneira simples. Isso é claro dá pontos a favor. E todas as motivações ao redor do sequestrador, a maneira de agir, essas coisas dão nos nervos!
    É muito interessante! Se eu tiver a oportunidade, vou lê-lo!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Se o livro é denso, sua resenha foi ainda mais.Gostei tanto do enredo, que já estou mega curiosa para ler.
    Já havia visto à capa, só que imaginava que você um romance.
    Um dos motivos que dizem para não julgar um livro pela capa.

    ResponderExcluir
  5. Sara!!!!
    Esse livro também acabou comigo.
    Li há um tempo e ele tem uma carga dramática muito difícil de suportar, acho que todo mundo, depois de ler uma história dessas, deve ficar apavorado com medo de ser posto em cativeiro dessa forma. Sofri muito com a Anne, mas adorei o livro a autora foi muito inteligente em dividir o livro em sessões de análise e a forma como a Nadine se mantém "muda" - ou sem fala - é impressionante... Li o outro livro da autora e achei bom, não foi melhor que o primeiro, mas... Ah, a Chevy já publicou mais dois livros que ainda não foram lançado aqui.

    Adorei seu texto.
    Abraços.

    Rogério Queiroz - Uma dose de palavras
    http://uma-dose-de-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. No começo do ano, saí da minha zona de conforto e li "A Casa do Céu", que também relata um sequestro, só que pior... Baseado em fatos reais! Se você gostou dessa ficção, tenho certeza de que irá sentir ainda mais surpreendida com o relato da Amanda, que passou mais de um ano em cativeiro no Oriente Médio. E como eu sou fã inegável do gênero, não consegui não me interessar por esse livro. Até porque nunca tinha ouvido falar dele antes, mas agora só posso dizer que EU QUEEEERO!

    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mallu , ja resenhei a Casa no Céu , adorei o livro também !!!
      Bjs

      Sara

      Excluir
  7. Lembro q qd vi esta capa pela primeira vez, me lembrou Roubada da Belle da Lesley Pearse (Não a capa em si, mas a ideia do livro), Mas não estórias distintas e igualmente boas a da Lesley mais pesada a da Chevy Stevens mais suave, simplesmente ótimo

    ResponderExcluir
  8. quando o livro foi lançado vi muitas resenhas, entretanto pela sua pude sentir a história, pude pelas suas palavras me sensibilizar, não sei se leria, afinal é um trillher policial, entretanto a carga dramática é forte e então talvez eu lesse em uma época que precisasse estar mais emotiva
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Estava desejando este livro há um tempão, e tive o prazer de ser presenteada pela querida Elis do blog A Magia Real com ele. O problema é que ainda não consegui ler! Mas depois de ler mais uma resenha dele, depois de tanto tempo, vou colocá-lo para a próxima semana.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  10. Ai eu queroooooooooo, quando comecei a ler a resenha fiquei simplesmente encantada com a maneira que você colocou. Acho que os melhores livros são exatamente assim: nos deixam cheias de sentimentalismo e sem saber como colocar as palavras pra fora da gente, li duas tres ou quatro vezes sua resenha e estou curiosíssima para saber o que acontece por debaixo das linhas desse maníaco. E também me deixou muito alerta pelo fato de conter cenas onde ela está com o analista! Esse assunto muito me interessa!

    ResponderExcluir
  11. Eu ainda não tinha lido nada sobre esse livro mas fico contente por ter conhecido, gostei do enredo da história pois gosto de thriller policial porém não sei se leria pois pelo modo que você descreveu ele é tenso demais e acho que não aguentaria ler tantas barbaridades assim pois eu me apegaria a Annie. Talvez eu ainda mude de ideia e leia.
    Beijos
    http://the-universe-of-books.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oie Sarah! Ainda não havia visto falar desse livro mas fiquei super curiosa pelo fato da autora fazer uma surpresa ao leitor tomando um rumo inesperado na metade do livro pra frente. Achei bem interessante a premissa do livro, creio que é uma forma de compreendermos melhor o sofrimento de muitas mulheres que são sequestradas e passam anos em um cativeiro, apesar de se uma ficção como você mencionou a autora conseguiu transmitir uma realidade que vem ocorrendo. Nossa esse livro deve ser realmente muito tenso, cruel e uaau fico aqui pensando que ele deve deixar a gente com uma ressaca daquelas, mas ainda assim quero muito lê-lo!

    Beijos!

    Meu Diário

    ResponderExcluir
  13. Oi Sara! Há tempos que estou querendo ler esse livro. Tenho certeza de que irei ficar xocada com as revelações que irei encontrar. Mesmo sabendo que irei ficar revoltada com as situações. O psicológico humano é capaz de cada barbaridade que já fiquei assustada só com o que dissesse. Já tinha lido uma resenha de Identidade Roubada uma vez mas a sua me deu um parecer maior e mais dramático quanto à leitura, o que me deixou ainda mais instigada. Ficou ótima a "resenha" ;)

    Beijos, Greice.
    diariodaalvorada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Adoro thrillers policiais e só de ler a sinopse já me arrepiei, com certeza leria o livro. Só acho que ele merecia uma capa mais bonita :(

    ResponderExcluir
  15. Thriller Policial é um dos meus gêneros favoritos, se não O FAVORITO. KKKK
    Sério, e este é um dos meus desejados faz um tempinho e tenho muita vontade de ler.
    Agora, com uma resenha tão positiva como essa, ahhhh precisooooo ler =)

    ResponderExcluir
  16. Sara-floooor!
    Que resenha super-poderosa! Eu me envolvi na sua opinião sobre o livro da mesma maneira que você se envolveu com a história. A forma como expôs seus sentimentos me fez pensar que a motivação de qualquer autor é essa: escrever um livro que provoque o leitor, que o faça se sentir preso à história e igualmente embrenhado nos conflitos dos personagens. Que incrível saber que a Chevy conseguiu isso com você. Eu espero que ela consiga isso comigo também, kkkk. Esse livro já estava entre os meus desejados, mas agora ele se tornou toooop desejado!
    Amei sua resenha.
    Beijos!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Nossa. É disso que estou precisando neste momento. Leituras intensas e densas faz muito o meu gênero. Sou apaixonada por tramas assim. Seus comentários me deixaram eletrizada e curiosa a respeito da personagem. Com certeza vou ler este livro. Obrigada pela indicação. Beijos.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!