16 março 2014

[Resenha] Cinder - Marissa Meyer

Título: Cinder
Autor(a): Marissa Meyer
Editora: Rooco  
Nº de pág: 448
Gênero: Distopia 
Sinopse: Cinder não caberia em um vestido de baile, de qualquer jeito. Mesmo que encontrasse luvas formais e sapatos em que pudesse esconder suas monstruosidades de metal, seu cabelo sem graça nunca iria segurar um cacho, e não sabia nada sobre maquiagem. Ela acabaria ficando fora da pista de dança, tirando sarro das meninas que desmaiavam para chamar a atenção do principe Kai, fingindo que não estava com ciumes. Fingindo que não a incomodava. Embora ela estivesse curiosa sobre a comida. E agora o principe a conhecia, mais ou menos, ele tinha sido gentil com ela no mercado. Talvez ele a chamasse pra dançar, por educação claro, essa fantasia desmoronou tão rapidamente quanto tinha começado. Era impossível, não valia a pena pensar. Ela era um ciborgue e nunca iria ao baile.
Cinder tem 16 anos e é considerada uma aberração tecnológica pela maior parte da sociedade e um fardo para sua madrasta. Por outro lado, ser ciborgue tem suas vantagens: a interface de seu cérebro lhe deu a capacidade sobre-humana de consertar tudo - robôs, aerodeslizadores, os próprios membros cibernéticos quebrados-, tornando-a a melhor mecânica de Nova Pequim.


Sua reputação faz com que o herdeiro do império, o príncipe Kai em pessoa apareça em seu estande na feira, solicitando o conserto de um androide antes do baile anual.

Embora esteja ansiosa para agradar o príncipe, Cinder é impedida de trabalhar no androide quando Peony, sua meia-irmã e unica amiga, é infectada por uma peste fatal que tem assolado a Terra há anos. Culpando-a pelo destino da filha, a madrasta de Cinder a entrega como voluntária para as pesquisas da doença, uma "honra" à qual ninguém sobreviveu até então.

Entretanto, os pesquisadores descobrem algo de incomum na cobaia recém-adquirida. Algo pelo qual há quem esteja disposto a matar.
  

Cinder me chamou atenção pelo título, o comprei há um tempão e ele estava meio esquecido na estante. Como liberei ele para uma promoção, me deu um aperto no coração e resolvi ler antes de enviar.

A trama tem um início lento, mas acabou me ganhando, tem ciborgues, tecnologia, aspectos futurísticos, um livro que a Chrys iria gostar com certeza.

A apresentação é rápida, aliás, eu achei tudo muito rápido, quando virei a ultima página e descobri que tratava-se de uma série, achei ainda mais rápido, a autora poderia ter explicado melhor o mundo em que eles estavam vivendo, como tinham chego aquela situação, enfim, as explicações deixaram um pouco a desejar. Alguns poucos detalhes de como eram os prédios, não foram suficientes para mim, eu preferiria saber como a sociedade chegou aquele ponto.

Cinder é uma mecânica que cuida de uma loja até que um dia o príncipe aparece pedindo que ela conserte o cyborg dele, a partir de então a história começa a se desenrolar com um pouco mais de ação.

O livro é uma releitura bem fraca de Cinderela, algumas semelhanças existem de fato, mas Cinder é única, apesar de contar com a madrasta e tudo mais, ela tem uma história dela, diferente e envolvente.

Pra complicar um pouco mais a história, e deixar claro que ela é mais emocionante ainda, tem um outro mundo paralelo, o mundo de Luna, que embora não tenha sido muito explorado nesse livro, acredito que ele terá maiores destaques e grandes surpresas nos próximos.

Achei a postura do príncipe Kai bem fraquinha, ele não aparece bem presente na história, parece mais um garoto mimado, embora eu tenha gostado da atitude dele em relação à Cinder. Porém, ela morre de medo dele descobrir que ela é metade humana e metade robô e faz de tudo para o príncipe não descobrir isso.

No final, um embate fará com que Cinder tenha que entrar em ação, mas para isso, ela tem que se revelar. Sera que por Kai, ela é capaz de tudo?

O livro termina com uma incógnita que me deixou mais nervosa ainda depois que descobri o título dos próximos livros, como ele vai ter um término, se as próximas protagonistas serão outras personagens? Será que a autora vai ser magistral a ponto de amarrar tudo isso ?
  
Nhaim, agora é aguardar os próximos capítulos.
  
Bom, não gostei da fonte e nem dos títulos dos capítulos, fora isso, a capa é linda e o livro apesar de ser pequeno em sua diagramação é gostoso de ler.
  
Vou dar uma nota, esperando que os próximos livros consigam preencher todas as lacunas.
   
1- Cinder 
2- Scarlet (Chapeuzinho Vermelho)
3- Cress (Rapunzel) 
4- Winter (Branca de Neve)

Um Beijo

10 comentários:

  1. Já li algumas resenhas sobre o livro, e apesar de gostar bastante de releituras, confesso que não fiquei animada com a história. Os personagens não me parecem fortes e tão bem construídos quanto acho bacana..
    Quem sabe um dia eu dê uma chance e me surpreenda. Mas por enquanto, eu passo. rs
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Acho que se torna um pouco arriscado misturar contos de fadas com algo muito diferente, pois pode acabar sem público para sua escrita, mas acho que eu não teria dificuldade de ler e gostar não, pois sou daquelas que lê até bula de remédio, e se der por uma boa história leio mesmo!!!

    ResponderExcluir
  3. confesso que curto os recontos de fadas, mas nem tanto quando o real e imaginário se misturam!
    acho que sempre to perdida em algum ponto e é difícil me prender na história!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro,pude observar que a uma mistura com o real e contos de fadas,uma releitura nada de diferente!
    beijinsss!

    ResponderExcluir
  5. Apesar da premissa de Cinder ser legal e de eu adorar releituras de contos de fadas, Cinder não me chamou atenção, ao contrário de Cress, que fiquei louca para ler.. hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  6. Não tinha dado o devido valor a este livro ainda. Gostei, ainda mais tendo em vista uma nova visão para um conto de fadas, adoro!
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  7. Este livro é um dos meus favoritos! Eu tinha muitas expectativas e a leitura de Cinder me deixou louca, eu preciso de mais! Mal vejo a hora do lançamento de Scarlet. A autora deve ter bolado algo realmente bom para a criação das novas três personagens, creio que a ligação será perfeita pois adorei a forma como a história foi conduzida, e o ponto de ser direta _ mesmo que eu aprecie um bom suspense _ foi ótimo também, pois se ela (MM) pretende introduzir Chapeuzinho, etc, deixar muita coisa para depois acredito que iria atrapalhar um pouco. Enfim, adorei e aguardo ansiosa pela continuação! Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Já faz um tempão que quero ler esse livro, porque gosto muito de releituras. Nossa não sabia que a releitura dele quanto a história era bem fraca e que o príncipe é bem mimadinho, detesto esses personagens cheios de mimimi heheheheh, mas que bom que em relação a Cinder ele é maravilhoso!!!

    Beijos!

    Meu Diário

    ResponderExcluir
  9. Eu adorei este livro... to louca pela continuação.
    Acabou no ápice, na minha opinião.
    Gostei porque o romance não aconteceu... to na expectativa.
    Achei a releitura muito inteligente.
    Apesar de eu ter dado 4 estrelas... e não a nota máxima, o considero um dos meus favoritos.

    ResponderExcluir
  10. Este livro sempre me deixa com dúvida em relação a leitura, e depois de ler tua resenha me animei por se tratar de um tema que ainda não li em um livro (ciborgues) mas desanimada por se tratar de uma série. Acho linda demais esta capa, mas confesso que ainda não tive vontade de incluí-lo a lista de desejados. Mas adorei poder conferir sua resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!