30 julho 2015

{Resenha} Meu nome é memória - Ann Brashares

Ann BrasharesNome do livro: Meu nome é memória
Autor(a): Ann Brashares
Editora: Suma de Letras
Nº de Pág: 280
Classificação: 
Sinopse: Vivi mais de mil anos. Morri incontáveis vezes. Esqueço o número exato. Minha memória é uma coisa extraordinária, mas não é perfeita. Sou humano. (...)Nunca tive filhos, nunca envelheci. Não sei a razão. Vi beleza em coisas incontáveis. Eu me apaixonei e ela é quem resiste. Eu a matei uma vez, morri por ela muitas vezes e ainda não tenho nada para exibir. Sempre a procuro. Sempre me lembro dela. Carrego a esperança de que, um dia, ela venha a se lembrar de mim. Encontrar o amor verdadeiro nunca é fácil. Mas para Daniel, o protagonista de Meu nome é memória, isso parece ser ainda mais difícil. Ele tem um dom que por vezes assemelha-se a uma maldição: lembra-se de todas as suas vidas passadas. E em todas elas, foi apaixonado por Sophia. “Vivi mais de mil anos. Morri incontáveis vezes. Esqueço o número exato. Minha memória é uma coisa extraordinária”, escreve o protagonista. Inglaterra, Antioquia, Congo Belga, Constantinopla, Georgia. Todos esses lugares já presenciaram o amor do casal, porém Sophia nunca se recorda das memórias passadas. Vida após vida, através de dinastias e continentes, Daniel tenta fazê-la relembrar esse amor e conquistá-la para sempre, mesmo que ela mude de nome e aparência. Mas, em todas às vezes que Daniel e Sophia tiveram uma aproximação, foram separados de maneira dolorosa e fatal. No entanto, quando se reencontram em 2007, Sophia – que agora se chama Lucy – começa a lembrar do passado. Aos poucos, flashes das vidas anteriores vêm à memória, lembranças sensoriais se reavivam e ela percebe que Daniel faz parte de sua vida desde sempre. E agora, se o casal quiser passar suas próximas vidas juntos, terá que compreender e superar o inimigo desse amor. 
Ann Brashares é uma autora norte americana, mais conhecida mundialmente pela série "Quatro amigas e um Jeans Viajante". "Meu nome é Memória" me chamou a atenção por se tratar de um livro que fala de amor de vidas passadas e almas gêmeas, um tema que eu gosto muito.

Em "Meu nome é memória", a autora nos apresenta Daniel, um personagem que já viveu muitas vidas e devido a um dom/maldição, se lembra de todas elas. Por mais que ele morra, nasça e cresça, ele se lembra de tudo e está sempre em busca do amor de sua vida.

Logo em sua primeira vida, no ano de 541 d. C, Daniel tem uma experiência trágica que justifica a busca incessante dele por uma garota a quem ele fez muito mal. Assim, após muitas vidas, o destino de ambos continuam se cruzando. Ela agora é Sophia, eles estão em 773 d. C, mas como em muitas outras vidas, existem empecilhos que os afastam, nesta vida, ela é sua cunhada, casada com seu irmão Joaquim.

Joaquim já viveu outras vidas ao lado de Daniel, sendo inclusive membro de sua família em alguma delas, todavia, em todas elas ele é uma pessoa ruim, de alma negra. Muitas vidas vão passando e a história vai narrando os encontros de Daniel, seu grande amor e o ódio de seu irmão que vai a cada vida, aumentando.

Em 2004, Daniel encontra novamente seu grande amor, que se chama Lucy. A garota não consegue explicar a atração que sente por Daniel até que com ajuda de uma cartomante e de sessões de regressão ela tem a sua primeira lembrança da vida passada. Contudo, seguindo a lei da atração das almas afins, ela acaba encontrando Joaquim que em busca de vingança por uma vida passada diz ser Daniel, alegando que precisou trocar de corpo. Muito embora Joaquim não reconheça as almas afins, ele também tem a memória de suas vidas passadas e "rouba corpos" de forma que o tempo o auxilia em seu plano de vingança, uma vez que ele não precisa voltar, nascer e crescer, basta expulsar a alma do casulo e usá-lo.

Daniel decide que não sobreviveu a diversas vidas para ver seu amor sofrer.

Para mim, o início foi excessivamente arrastado, a autora foi detalhista demais e contou diversas vidas de Daniel e Lucy para poder ambientar o presente. Quando cheguei ao final, entendi que cada riqueza de detalhe foi necessária para nos ambientar à época quem que Daniel estava vivendo, dando uma base histórica para a narrativa de modo a dar um senso de realidade a cada vida. Ainda assim, da metade para a frente a coisa flui freneticamente e acaba de um jeito desesperador, dilacerante.

Os personagens são extremamente bem escritos, seus sentimentos à flor da pele são capazer de fazer  com que você sinta culpa, dor e amor junto com eles.

Um dos pontos mais positivos e uma característica louvável foi a conduta de Daniel que mesmo amando a esposa do irmão não a tem. Isso foi muito digno, de muita honratez pois ele sabe que todas as atitudes acabam por marcar a alma para sempre e Sophia é mais do que isso para ele. Daniel nos cativa porque nos mostra que o amor de verdade sobrevive a milhares de anos, à muitas barreiras e a todo ódio.

Indico a leitura mesmo para quem não acredita em reencarnação, para quem não é espírita, acredito que a história de amor contada aqui valha a pena, ainda que com esse detalhe. Vou mais além, encarem esse fato como sendo uma característica fantástica do livro, pois mesmo sabendo que vampiros, lobisomens e bruxos não existem, lemos suas histórias.

O final foi um pouco decepcionante sim, porque você espera um desfecho que não acontece e isso se deve ao fato de que originalmente o livro foi escrito para ser uma trilogia, contudo, somente o primeiro foi publicado (mesmo lá fora). "Meu nome é memória" precisa ter uma continuação, é a verdadeira história do amor que supera o tempo.

3 comentários:

  1. que história bacana, estou bem curiosa, confesso que não conhecia o livro, mas ja vi que ele merece uma atenção redobrada
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/2015/07/resenha-mentiras-que-confortam.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Chrys, interessante, mas desanimei quando soube que era trilogia e que nem lá fora foram publicados os outros livros.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Preciso ler a continuação desse livro, frustrante saber que não foi publicado.
    Adorei sua resenha, bjs.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!