20 julho 2015

{Resenha} Que falta você me faz - Harlan Coben

Harlan Coben
Nome do livro: Que falta você me faz
Autor(a): Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Nº de Pág: 368
Classificação:
Sinopse: Dezoito anos se passaram desde que a detetive Kat Donovan sofreu as maiores perdas de sua vida: a morte do pai e o fim do relacionamento com o noivo. Foram dois acontecimentos muito bruscos que ela ainda não conseguiu superar totalmente, mas, no dia a dia, prefere não pensar muito nisso.
Contudo, de uma só vez, essas duas feridas voltam a se abrir. Ao saber que o assassino de seu pai será executado, Kat resolve ter uma conversa com ele para esclarecer o caso. Mas o homem nega a autoria, dizendo que foi obrigado a confessar o crime, e ela acaba ficando com mais dúvidas.
Ao mesmo tempo, a detetive é procurada por um garoto que acredita que a mãe está desaparecida. Sem entender por que o adolescente insiste que ela, e não um outro policial, investigue o caso, Kat descobre que o sumiço está relacionado a seu ex-noivo e a um site de relacionamentos.
Lidando com dois casos simultâneos, ela decide seguir em frente com as investigações, mesmo que todos ao seu redor tentem dissuadi-la disso. Determinada, Kat trabalha segundo suas emoções, e a intuição lhe diz que ela não deve desistir.
Harlan para mim é sinônimo de "noite sem dormir", adrenalina, curiosidade aguçada e teorias,muitas teorias rs, não há ressaca literária que persista após um romance policial como esse.

Kat Donovan ainda não se recuperou do término do noivado que aconteceu 18 anos atrás. Abandonada sem muitas explicações, sobrou a ela apenas a ferida deixada pelo assassinato do pai que aconteceu na mesma época. O sofrimento duplo ajudou a fazer dela uma fria e infeliz detetive de polícia.

Mesmo após 18 anos da investigação do assassinato de seu pai, Kat não consegue aceitar o que aconteceu, e o sentimento só piora quando ela descobre que, provavelmente, o homem que está no corredor da morte pode não ser o real culpado.

Ao mesmo tempo, Kat é procurada por um adolescente que acredita que sua mãe foi sequestrada, ainda que todos os indícios favoreçam a história de que ela viajou com o novo namorado. Kat recusa o caso, mas ao descobrir que o suposto namorado é seu ex-noivo, ela não consegue recuar.

Completamente diferente das outras tramas de Harlan que já li, "Que falta você me faz" prende o leitor duplamente, ao tempo em que desejamos descobrir quem matou o pai de Kat, queremos a qualquer custo descobrir o mistério que envolve Jeff, o site de relacionamentos e o sumiço de algumas mulheres.

Primeiramente o leitor pode achar Kat amarga, solitária e sem graça, mas ao passo em que as coisas vão se encaixando, que sua história vai sendo contada, conseguimos nos envolver em sua dor e entender que superar a perda de seu pai herói e do grande amor da sua vida não é tarefa nada fácil.

Percebi que Harlan inseriu um pouco mais de drama do que de costume, abordou alguns temas que podem ser trabalhados além de tão somente lidar com uma investigação pura e simples. Harlan nos alerta para os perigos encontrados na internet, aqui especificamente nos sites de relacionamentos.

Um dos pontos altos do livro se passa sob a perspectiva de Dana, uma rica e jovem viúva sequestrada e seu cativeiro. A trama tem diversos pontos de vista, de acordo com o desenrolar da trama que se encaixam com uma perfeição digna de mestre. Consegui sentir o desespero da vítima, sua culpa e frustração causadas pela carência.

Achei muito coerente o desenrolar de ambas as investigações e da maneira como Harlan propôs a solução para ambos. Desconfiei de algumas coisas, mas a incerteza da teoria não fez com que ao confirmá-la a história perdesse o brilho. Nada nesse livro é surreal, mas sim surpreendente.

Quanto ao final, gostei bastante, achei condizente com o que foi proposto pela sinopse, as migalhas de pistas dadas ao longo dos capítulos me deixaram curiosa e fizeram com que as páginas fossem viradas de forma incessante (uma marca de Harlan). percebi ao fim que Harlan inseriu mais mistérios ao longo da trama  que se interligaram de forma brilhante no final, não se restringindo apenas aos crimes centrais.

Prestem atenção no comportamento dos personagens, junte as pistas e divirtam-se!

3 comentários:

  1. Oi Chrys, o Coben tem esta característica nos fazer virar as páginas em uma ânsia para descobrir as coisas que estão sendo apresentadas. Adoro isso, apesar de quase perder minhas unhas no processo... rsrsrsrs
    Bjs,Rose.

    ResponderExcluir
  2. pelo titulo me chamou atenção,eu gostei muito da história e da sua resenha,esse vai pra lista! beijo
    unhas-e-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. acho que é um dos livros mais leves dele, seria bom começar por este!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!