13 abril 2014

[Resenha] The 100 - Os escolhidos - Kass Morgan

Título: The 100 - Os escolhidos
Autor(a): Kass Morgan
Editora: Galera Record
Gênero: Distopia
Sinopse: Desde a terrível guerra nuclear que assolou a Terra, a humanidade passou a viver em espaçonaves a milhares de quilômetros de seu planeta natal. Mas com uma população em crescimento e recursos se tornando escassos, governantes sabem que devem encontrar uma solução. Cem delinquentes juvenis — considerados gastos inúteis para a sociedade restrita — serão mandados em uma missão extremamente perigosa: recolonizar a Terra. Essa poderá ser a segunda chance da vida deles... ou uma missão suicida.
The 100 - Os escolhidos me ganhou pela premissa, por ser distopia, por ser uma história pós cataclísmica e por falar em esperança e renovação. Eu estava histérica pelo livro, a Giulia sabe bem disso, rs. Ele me surpreendeu e me decepcionou, trouxe elementos que a série não abordou e personagens que amei. Conheçam essa nova história de sucesso.
"Bellamy abriu os olhos. Ele estava sendo ridículo, sabia disso. A chuva era apenas água, e não existia essa história de começar do zero. Esse era o problema dos segredos - você tinha que carregá-los consigo para sempre, independentemente do custo." pág 207
A Narrativa é em 3ª pessoa, porém, focando em 4 personagens diferentes, com os capítulos intercalados entre eles (Clarke, Wells, Bellamy e Glass) e onde se passam fatos atuais e do passado, explicando exatamente como cada um deles chegou onde está!

A Terra foi devastada com a guerra nuclear, alguns sobreviventes tiveram que se refugiar no espaço, vivendo em plataformas espaciais. Agora, séculos depois, a situação dos sobreviventes é crítica, a plataforma está passando por restrição de oxigênio e suprimentos e não haverá salvação para eles se não diminuírem a população. A solução encontrada pelo Chanceler é antecipar o envio de humanos à Terra, encaminhando 100 de seus deliquentes juvenis mesmo sem saber se todos os efeitos radiativos cessaram.

Clarke, uma aprendiz de médica cujos pais foram executados por força da nova lei, foi confinada por traição. Wells é filho do Conselheiro e cometeu um crime para ser enviado à Terra e proteger o amor da sua vida, mas o que os superiores não imaginam é que a verdade é muito pior; Bellamy também deu um jeito de fazer a viagem, ele é o único sobrevivente que tinha uma irmã e ela estava sendo enviada à Terra. Ele criou um caos atirando no Chanceler e partiu com os demais; Glass não poderia ir e deixar Luke para trás depois de tudo que passou para protegê-lo das leis. Em meio ao caos criado por Bellamy ela consegue fugir da nave.

Clarke, Bellamy e Wells nos mostram o que encontram na Terra após o evento apocalíptico, com feridos e sem remédios, com fome e poucos suprimentos, com medo e pouca informação do planeta em que foram arremessados, nossos personagens precisam reaprender a sobreviver aqui. Glass, por sua vez, nos proporciona a visão de quem ficou nas espaçonaves e em como também tentam sobreviver com a escassez dos recursos e a solução drástica que tomam em virtude disso.

The 100 me surpreendeu com as histórias individuais de cada personagem, me surpreendi e me indignei com o que Wells fez para conseguir vir pra Terra, me emocionei com a história única de Bellamy e sua irmã Octavia, AMEI Glass, sua força e sua história de vida com Luke, mas achei Clarke muito fraca e inconstante.

Me decepcionei com o fato de 100 jovens confinados  há anos por cometerem crimes, chegarem ao planeta Terra e continuarem agrupados e se sujeitando à alguns enviados sem explorar a imensidão e beleza que encontraram!!!! Como pode isso produção???

O livro focou muito mais no passado de cada um deles que no presente e na experiência única que estavam vivendo. Mas ao mesmo tempo, exatamente isso me surpreendeu, os passados são ricos, motivados e interessantes a ponto de você querer saber mais e nem perceber que, no caso, o Homem não pisa na Terra por quase 300 anos. Contraditório ou perfeito? Tirem suas próprias conclusões!!!

Eu amei os capítulos da Glass pois ao contrário da escassez de informação da terra, conseguiu mostrar muito bem como era a vida nas espaçonaves, e toda essa reorganização e adaptação me deixou encantada e em alguns momentos irritada com o fato de que nem após todo esse evento devastador a natureza humana muda, continuamos a fazer diferenciação por escala social e a ver muitas pessoas morrerem em detrimento de outras poucas!

Uma distopia real, tanto no que acontece no espaço como na Terra, que envolve caráter, interesses pessoais, política e colonização. Com um olhar nada superficial você consegue ainda, alguns temas políticos e filosóficos para pensar.

Eu não tinha conhecimento de que se tratava de uma série de livros, pois não achei essa informação na internet, apenas o Goodreads faz menção a um livro #2 e o final inacabado que nos levam a essa conclusão! E dei graças, pois tem taaanta coisa pra ser abordada que um livro só ficaria evasivo por demais!!! A narrativa é fluida e os capítulos intercalados te fazem avançar constantemente, jogada de gênio!

Quanto à série inspirada no livro??? Assisti a 3 episódios e posso dizer que embora tenha muitos elementos trazidos pelo livro, é muito, mas muito diferente! Fiquei triste por a série não trazer Glass e sua história maravilhosa. A série é ágil e inova, ambos são bons desde que você não se prenda ao fato de ser uma série baseada em livro, trate-os de forma independente e não se decepcionará com nenhum! rs

The 100 - Os Escolhidos (2014)
Day 21 - The Hundred#2 (ainda sem previsão no Brasil)

Beijos

14 comentários:

  1. Não sabia que a série vinha de um livro!
    Gostei bastante da resenha e acho que vou arriscar na leitura.
    O que mais me impressionou foi a construção dos personagens e de seus passados. São raros os livros que conseguem ser bem sucedidos na reconstrução da vida dos personagens sem serem enfadonhos!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Estou super curiosa sobre esse livro, já é a segunda resenha que leio dele hoje e estou muito ansiosa pela leitura. Acabo de assistir o trailer da série na MTV e com certeza quero conferi-la.

    ResponderExcluir
  3. Acho uma pena quando pegam um livro e transformam em série para televisão e o mudam tanto. Este foi um dos principais motivos para eu não ver DV.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Como assim a série é tão diferente do livro??? Achei o primeiro episódio fantástico e quando vi aqui que tem o livro logo fiquei tentada a comprar, mas se for mesmo tão diferente não sei se vou gostar! Porque já estou fã da série (pode isso???) achei mega criativa a ideia, e estou ansiosa por tudo que tem a ver com esse título!

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse livro e nem via série.
    Adoro distopias, mas esse ambiente pós apocalíptico, nas espaçonaves e na Terra não me interessaram. Acho que é muita ficção científica para mim. Além disso, estou fugindo de novas séries rs
    Mas, achei interessante a narrativa ser feita por esses 4 personagens, que contam um pouco do seu passado.
    Que pena que o seriado na TV é bem diferente do livro =/

    ResponderExcluir
  6. Oie flor!
    Fiquei um pouco curiosa pra ler esse livro, aliás a série né?! heheheh A premissa dele é bem interessante e o fato da história focar muito no passado dos jovens, é algo bom, acredito que como esse é o primeiro livro da serie possivelmente ocorreu isso para que nos próximos livros, o autor possa focar no presente de cada jovem!

    Beijos!

    Meu Diário

    ResponderExcluir
  7. Bom, desde o post feito em relação a série eu já estou bastante louca por esse livro, para minha tristeza ainda não chegou nas livrarias aqui e eu acabei comprando Silo, que acho que pode vir a se tornar um dos meus favoritos futuramente. Enquanto o livro não chega aqui, tenho que segurar a ansiedade!

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro distopias, mas vou me segurar, afinal morro de medo de gostar e não lançarem a continuação. O bom é que tenho muito livros pra me ocupar então acho que não vou sofrer.
    Não sabia do seriado... mas não pretendo assistir, já que tem o livro.
    Fiquei curiosa para saber do passado dos personagens... e de como toda esta catástrofe típica das distopias ocorreu.
    300 anos sem pisar na terra? Interessante...
    Adorei sua resenha. Parabéns, bjs.

    ResponderExcluir
  9. Desde que soube do lançamento do livro, fiquei doida para ler, principalmente depois de ver o trailer da série. Mas na medida que fui lendo resenhas, algumas inclusive dizendo que o seriado era melhor, sei lá, fiquei com dúvidas. Independente, amo distopias e quero dar uma chance a The 100. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  10. Ahhh eu quero muito ler esse livro, também estou louca para assistir a série, e verdade né, como assim eles vem para terra e não exploram a beleza que aqui encontraram? Perai, estou meio confusa. Acho que é legal e não é legal, ficar mais focado no passado dos personagens, acho que seria bem legal se mostrasse o que estava acontecendo exatamente ali, bom eu irei tirar todas as minhas duvidas assim que ler o livro, adorei a resenha.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  11. Não sabia nada sobre este seriado/livro, mas achei super bacana poder conferir a resenha do livro.Mas confesso que tenho dificuldade de olhar séries pela internet, mas creio que esta me agraria!! E fiquei interessada pelo livro!!
    Beijocas ♥

    ResponderExcluir
  12. Gosto muito de distopias e esta parece ser bem interessante. Ainda não conhecia o livro e me interessei bastante. Adorei a resenha, geralmente, livros que mostram demais o passado dos personagens em vez de mostrarem os acontecimentos do presente são cansativos mas gostei de saber que neste, esse estilo de narrativa contribui para a estória de forma a prender o leitor, interessante.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Chrys, tudo bem?

    "The 100 - Os Escolhidos" foi uma leitura que gostei e que só perdeu uma 1 estrela pelo fato deles ficarem estagnados em um só lugar e também pela Clarke: "O Muro das Lamentações". Uma coisa que senti falta, foi justamente o aprofundamento do que levou a "guerra nuclear". Sendo assim, fico no aguardo do segundo volume. o/

    Abraços,
    Gustavo Demétrio
    Blog Vida de Leitor

    ResponderExcluir
  14. Oi, Chrys!

    Desde que comecei a ver a série, fiquei louco pelo livro. Por achá-la incompleta em alguns momentos, achei que o livro traria estes fragmentos, e que bom que isso acontece. Fiquei chateado por cortarem personagens, você descreveu a Glass tão bem que fiquei curioso para conhecê-la. Mesmo com minha lista gigantesca, vou comprá-lo e lê-lo o quanto antes.

    Beijos,
    Gabe
    http://sixdoe.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!