28 maio 2015

{Pipoca, Refri e Netflix} Samurai X


Olá pessoal, tudo bem?

Na semana passada, resenhamos os primeiros episódios da série Orange Is The New Black - confira aqui - e o tema escolhido para votação foi Filmes/Séries Estrangeiras, ou seja, séries e filmes que tem produção, ou são ambientados, em países que não sejam exclusivamente os EUA ou Inglaterra, e o ganhador foi Samurai X, um Live Action inspirado em um clássico dos animes. 

Para quem não sabe, Live Action é quando alguma produtora dá vida a um desenho/anime, como foram os casos de Dragon Ball Z, Death Note, Avatar - O Último Dominador de Ar, e outros. Tal estilo de adaptação não é muito popular, pois normalmente as produtoras japonesas que tentam tal façanha possuem pouco orçamento ou são muito novas no mercado, fazendo com que o resultado seja algo ruim e com péssimos efeitos e atuações. Contudo, não foi isso que aconteceu com Samurai X, que conseguiu não só arrecadar milhões de Ienes (moeda japonesa), como rendeu ao estúdio produtor a garantia de adaptação dos demais arcos do anime, gerando mais duas adaptações Live Action.


Trailer

O LV conta a história de Himura Kenshin, um samurai conhecido por todo Japão por ser um Retalhador/Battousai (um Samurai contratado cuja habilidade de assassinato é tão formidável que chega a ser sobre-humana). Após ajudar o Japão a entrar em uma nova era de governo, ele aposenta sua espada e jura nunca mais matar, motivo este pelo qual ele se torna um andarilho que carrega consigo uma Sakabato (uma espada cujo fio é invertido, dessa forma, ele consegue lutar e abater o oponente, mas sem cortar e matar). Em uma de suas viagens, ele encontra com Kaoru, uma jovem que teve o nome de seu dojo (lugar onde ensinam a arte da espada) manchado por alguém que alega ser Battousai e que usa o mesmo estilo ensinado por ela. 

Em uma história paralela, um empresário muito rico está usando a força dos samurais para se proteger, enquanto engana a polícia e a população com a fabricação de uma nova espécie de ópio, que irá garantir a ele montanhas de dinheiro às custas do vício dos outros. Os caminhos de ambos se cruzam quando ele manda invadirem o dojo de Kaoru para ter controle daquela região da cidade, momento este que Kenshin decide revelar quem realmente é, passando a usar sua espada para proteger tudo o que aquele dojo ensina, ou seja, um estilo que usa a espada para proteger a vida e não tirá-la. 



Eu, Matheus, sou um grande fã da cultura japonesa e já havia visto, há alguns anos, o anime que deu origem a esta adaptação. Confesso que gostei muito do que vi, pois, como dito acima, normalmente esse tipo de adaptação possui baixo orçamento e péssimos atores, o que não é o caso de Samurai X. O que encontrei ali foram excelentes atuações - exceto a do empresário, que achei tão forçada e ridícula que nem lembro seu nome -, ótimos efeitos especiais e cenas de lutas bem realistas, o que também não é característico dos filmes de artes marciais que normalmente apresentaram aquelas cenas manjadas cujos atores são claramente suspensos por cabos.

Outro ponto positivo, é que os núcleos são bem balanceados, o que dá certa leveza à obra. Temos cenas de ação e drama na mesma proporção que temos cenas cômicas e diálogos interessantes, fazendo com que, em uma análise geral, a adaptação receba nota 4/5 (a Chrys não concorda comigo, mas isso se dá pelo fato de que ela não curte muito as mídias japonesas como eu).


Prós

Excelentes atuações e efeitos especiais convincentes. 
História cativante e com fundamento, apresentando a busca de uma homem pela redenção, pois, por mais que ele tenha feito o que fez para ajudar o Japão a chegar a uma era de paz, ele ainda assim não esquece de todas as vidas que tirou. 
Bom orçamento, o que fez com que a produção de uma forma geral fosse melhor, apresentando uma trilha sonora convincente, atores bem preparados e cenários muito parecidos com os presentes no anime. 

Contras

Atuação do empresário é MUITO forçada e o ator faz muitas caras e bocas tentando ser engraçado, mas na verdade consegue atingir o ápice do ridículo. 
O Himura do anime é um pouco mais proativo do que o do LV, mas isso não muda muito na história. 
Eu, Chrys, sou fã de alguns elementos da cultura japonesa e de outros, nem tanto. Filmes, animes e mangás são alguns exemplos. Nesse filme em especial, eu achei os atores inexpressivos e alguns movimentos de luta muito absurdos, bem ao "estilo Jack Chan". Há muita luta, muito sangue e muita gente perfurada, definitivamente é necessário ser fã.
A Produção pecou ao realizar um filme sobre a cultura japonesa com trilha americana, a música final é ótima, mas acho que destoou diante da quantidade de cultura e história do Japão que o filme traz.

Então pessoal, ficaram com vontade de ver?  O tema escolhido para a postagem da próxima semana foi Animações, ou seja, filmes ou séries de desenhos animados. 



Testa Para Mim?


Maltazard conseguiu tornar-se um dos homens. Sua meta é clara: para formar um gigantesco exército de capangas para impor o seu reinado no universo Arthur parece ser apenas capaz de enfrentá-la … se ele consegue recuperar o seu espaço para retomar seu tamanho normal.! Bloqueados Minimoy estado, ele pode, obviamente, contar sobre o uso Selenia e Bétamèche, mas – surpresa! – Sobre o apoio do darkos, filho de Maltazard, ameaçando mudar camp.A pé, bicicleta, carro e Harley Davidson, a pequena trupe está desesperado para liderar a luta final contra Maltazard. Acenda o fogo!






Imagine seus piores medos e os multiplique! Figaro é um garoto com todas as fobias possíveis e é dotado de muita imaginação para lidar com todas elas.

















Finn é um garoto gentil e bondoso mais não perde tempo quando o assunto é Aventura junto com seu amigo Jake ele viaja por toda terra de Ooo a procura de de seu melhor passa tempo:Aventura.Jake é um cachorro magico que ajuda Finn em todas suas aventuras com seus poderes de esticar.A mãe e o pai de Jake foram os cachorros que encontraram Finn chorando numa montanha e o resgataram por isso os destinos de Finn e Jake foram cruzados.Hoje eles vivem procurando aventuras pela terra de Ooo salvando princesas e pessoas indefesas.Por isso são conhecidos como os hérois da terra de Ooo.








Feio (Kim Larney) é um pato recém-nascido bastante feio. A 1ª coisa que ele viu foi Ratso (Morgan C. Jones), um rato esperto e egoísta que sonha em trabalhar no showbizz e que caiu em cima de seu ovo. Feio logo passa a considerar Ratso como se fosse sua mãe. De início Ratso não gosta da idéia, mas aos poucos vai se afeiçoando a Feio e passa a lhe ensinar como se virar por conta própria.











Um comentário:

  1. enredos com samurais não me atraem muito, mas obrigada pela dica
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!