25 agosto 2014

{Resenha} Enquanto eu te esquecia - Jennie Shortridge

Jennie Shortridge
Nome do livro: Enquanto eu te esquecia
Autor(a): Jennie Shortridge
Editora: Única
Nº de Pág: 384
Classificação: 
Sinopse: Lucie Walker não se lembra de quem é ou como foi parar nas águas geladas da Baía de São Francisco. Encaminhada para uma clínica psiquiátrica, ela aguarda até que um homem chega afirmando ser seu noivo. Entretanto, com seu retorno para casa, essa mulher sem memória vai tomando conhecimento de sua personalidade antes do acidente, da pessoa controladora, fria e sem vida que era, e dos segredos da infância e da família, assim como da situação do noivado e dos mistérios que podem ter provocado o acidente.Será que ela quer isso de volta? Será que essa nova Lucie conseguirá manter o amor por Grady, ou a oportunidade de recomeçar será sua salvação?Intenso, franco e incrivelmente emocionante, Enquanto eu te esquecia é um livro delicado, que nos questiona sobre a maneira que vivemos e nos lembra que sempre temos uma nova chance de ser feliz.
Faz um tempão que li esse livro, mas achar a inspiração necessária para colocar aqui as reflexões a que este livro me levou é que foram elas! Por ser um romance com um enredo mais adulto eu consegui me identificar com os conflitos vividos pela protagonista e isso fez com que a leitura fluísse e eu curtisse cada parágrafo da história.

Lucie Walker foi encontrada parada, há mais de 15 minutos com parte das pernas submersas nas águas congelantes de um lago em São Francisco. Sem saber quem é e onde está, ela foi resgatada e levada imediatamente a um hospital psiquiátrico. Após aparecer na televisão, seu noivo Grady a reconhece e aparece para buscá-la.

Grady conta a Lucie que no dia em que ela desapareceu, era para ser o dia mais feliz de sua vida, pois ela estava indo fazer a prova do vestido de noiva com a estilista que sempre sonhara. Porém, eles haviam brigado antes dela sair, omitindo que desejava terminar com o compromisso.

Lucie acaba aceitando ir para casa com Grady, achando que irá reconhecer as pessoas, as coisas, mas não é exatamente o que acontece, principalmente porque todas as suas atitudes, gostos e preferências já não são as mesmas, o que deixa Grady apreensivo. Quem era aquela mulher? Nenhum dos dois reconhecem mais quem Lucie é!


Ela se decepciona ao perceber como era fria, controladora e fútil. Sua tia Helen, quem antes não suportava, é a única parente viva e peça chave para reconstruir seu passado marcado por tragédias capazes de desencadear a amnésia. Grady, por sua vez se encontra confuso, pois ele vê nessa nova fase, uma oportunidade de reconstruir o que eles tinham de bom no início, mas no fundo sente falta de algumas coisas da Lucie de antes.

Aos poucos vamos descobrindo coisas do passado da Lucie e como essas tragédias serão capazes de permitir o relacionamento dela com Grady. 


O livro é narrado em 3ª pessoa e intercala capítulos entre Grady, Lucie e Helen, o que permite conhecer os fatos do presente e passado de forma gradual e instigante, onde a autora insere em cada capítulo, uma gotinha de informação nova. Entretanto, não é um livro para todos, por ser muito descritivo, a narrativa se torna mais detalhada, porém mais lenta e não são todos os leitores que se permitem uma leitura tão profunda.


Meu personagem favorito foi Grady, consegui me conectar com sua paciência, a descoberta de que a amava de verdade, mesmo quando tinha uma personalidade tão feia. As duas são tão diferentes, mesmo sendo a mesma, que em vários momentos pensei: são duas pessoas diferentes!

"Tudo aquilo havia sido uma coisa sem sentido. A ausência não apenas tinha feito seu coração gostar ainda mais; fez com que percebesse que todas as coisas boas tinham acontecido por causa de Lucie; nesses cinco anos com ela, havia amadurecido mais do que nos trinta e sete anos anteriores a ela."
Foi muito gostoso "vê-los" reconstruir o amor que descobriram ainda sentir um pelo outro, mas a graça de tudo foi ver como o relacionamento era e como seria agora, após a amnésia. Uma leitura extremamente reflexiva e introspectiva. Os traumas, as tragédias do passado da Lucie me deixaram angustiada de verdade e acho que por isso demorei tanto para digerir e conseguir soltar essa resenha de maneira real, parcial. Deve ser extremamente difícil ter que seguir em frente sem saber absolutamente nada sobre quem é você.

As vezes não damos valor ao nosso passado e chegamos até a desejar apagar algumas coisas, mas com essa leitura percebi o quanto minhas lembranças foram importantes para me transformar no que sou hoje, e agradecer por estar exatamente aqui e agora.

"Nem tudo que parece um mistério na vida vem de uma lembrança perdida. A vida é cheia de coisas que não conseguimos compreender"
Espero que tenham gostado da dica e que leiam se gostarem de suas características.

50 comentários:

  1. eu nunca tinha lido uma resenha tão boa desse livro, li várias, mas no fim ficava com aquele sentimento de "não é tudo isso", mas você mostrou o contrário!!!
    estou certa que Lucie é uma personagem que tem muito à mostrar e isso será crucial para o desenvolvimento do livro
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaila querida,
      É incrível como cada leitura atinge o leitor de uma determinada forma, não é verdade?!
      Lucie mostra duas personalidade diferentes, quase que como duas pessoas e isso foi genial!
      Beijos

      Excluir
  2. Intenso!
    É a única palavra que posso associar ao livro depois dessa resenha.
    Já vi a capa em algum lugar, mas nunca me interessei pra saber mais sobre o livro. Agora com certeza ele está indo pra minha lista de desejos!
    Construindo Estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliana,
      Sim, o livro é intenso sim, cheio de questionamentos, uma excelente leitura que fiz!
      Beijos

      Excluir
  3. Chrys, querida, adorei a premissa do livro. Concordo com vc que deve ser mesmo terrível não saber absolutamente nada sobre sua própria pessoa! Somos o que vivemos, então, numa amnésia, o que somos? E será mesmo que a amnésia transforma uma pessoa? rsrs, curioso, fiquei aqui pensando nisso.
    A princípio pensei que Grady fosse mau caráter, sei lá, rsrs, mas vc mostrou que gostou dele, então... a nojentinha era a Luucie?
    Fiquei animada para ler. Adoro a capa. Ela se cura da amnésia no final? (não precisa responder, é só uma curiosidade que vou matar com a leitura... rsrs)
    Beijo!


    Minhas novas resenhas, adorarei saber sua opinião:
    A Verdade sobre nós: Ler para Divertir
    A Cor do Leite: As Meninas que Leem Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manu linda de morrer!
      Eu não diria transformar, diria que nos permite uma vida nova, sem bagagem que nos induzem a determinados comportamentos. O que iremos viver a partir dalí é que serão importantes, sem traumas de infância que pesam tanto!
      rsrsrsrs Não posso contar meeeesmo!
      Beijos

      Excluir
  4. Oi Chrys, para dizer a verdade sobre o seu último comentário, nunca tive intenção de apagar nada do meu passado, não que em alguns momentos gostaria de ter feito diferente, mas apagar mesmo não. Tenho este livro, mas infelizmente ainda não o li.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Rose, eu quis dizer determinadas fases, rs
      Que bom que você deseja manter tudo como está, rsrsrsrs
      Beijos

      Excluir
  5. Oi, Chrys! Adorei a sua resenha, pois não sabia o que esperar do livro, agora tenho uma ideia. Gostei, para ser sincera. Gosto de livros adultos, que abordem relacionamentos, amadurecimento. O fator do suspense também me atrai. E não me importo com livros complexos e densos, na verdade, gosto! Resenha excelente!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tati,
      Também achei o livro muito interessante e ele não me decepcionou! Espero que você peça e que goste!
      Beijos

      Excluir
  6. Olá Chrys, não conhecia esse livro, primeira vez que leio algo sobre. Não é o tipo de livro que eu curto muito, mas gostei da resenha e de conhecer melhor a história, gostei das suas frases e da colocação final. Sua resenha é daquelas que o leitor não curte muito o livro mas o blogueiro o convence que ele pode ser bom.

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caique,
      Gosto de livros que nos façam pensar, sobre a vida ou sobre a nossa própria vida, acho que faz todo o sentido!
      Que bom saber que minha resenha conseguiu ser convincente! Dever cumprido!
      Beijos

      Excluir
  7. Olá, ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro, eu acho. Não sou muito fã de romances românticos mas esse em especial me deixou curioso. Já tinha visto esse livro pela blogosfera em posts de lançamentos ou tags e a capa é chamativa. Quem sabe eu acabe lendo e gostando.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Matheus,
      É uma trama diferente do que existe no mercado e por não ser meloso e sim mais reflexivo, acho que pode te agradar!
      Beijos

      Excluir
  8. Oi Chrys,
    menina eu só leio elogios a obra, mas nenhuma disse ser uma leitura um tanto complexa, por haver detalhes demasiado, mas acho que isso é para que entremos na vida dela e ate para analisarmos a nossa, que como você disse: as vezes queremos esquecer o passado, mas não pensamos se seria algo bom. Pois é o passado, o que vivemos que hoje nos torna quem somos.
    Tenho este livro aqui e assim que sobrar um tempinho com certeza vou ler.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana,
      Acho que os detalhes foram importantes pra situar a gente na dor deles, no ambiente deles, na mente deles e fazer você viver a história, como eu vivi! Eu adorei!
      Leia sim e depois em conte!
      Beijos

      Excluir
  9. Oi Chrys.
    Esse livro desperta minha curiosidade desde que foi lançado e será uma das próximas solicitações a editora.
    A forma de narrativa escolhida pela autora é minha preferida, além de ser em terceira pessoa, é de forma intercalada com outros personagens de destaque no enredo, dessa forma me sinto totalmente envolvida e consigo imergir na história.
    Só não gostei de saber que é muito descritivo.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paty,
      Peça sim, quero saber se você entenderá a obra e as dificuldades da mesma maneira que eu!
      Sim, narrativa intercalada é gostosa porque nos situa na cabeça de cada um, conhecemos cada personagem em seu âmago!
      Beijos

      Excluir
  10. Oi Chrys!
    já tinha lido algumas resenhas desse livro, mas nenhuma tão envolvente! tem um filme que fala do papel das nossas lembranças que eu amo e que sua resenha me fez lembrar "O brilho eterno de uma mente sem lembranças" é maravilhoso, eu super recomendo!
    acho que esse re-apaixonar deve ser ainda mais maravilhoso, afinal mesmo após tudo, o amor acaba batendo a porta!
    Assim que der irei conferir!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lara linda!
      Sim, eu já vi esse filme e adorei!
      O Amor resistiu a tudo, até ao esquecimento e isso é tão mágico!
      Se ler, me conte!
      Beijos

      Excluir
  11. Sabe que eu não me lembro desse livro sendo divulgado pela Única?
    Eu gostei da premissa, principalmente pela maturidade dos personagens. Parece ser uma trama mais densa, que traz reflexões mais profundas. Não é o tipo de leitura pra divertir, mas sim pra gente absorver aos poucos e nos botar pra pensar. Adorei a indicação.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Giu, é exatamente isso, nos botar pra pensar. Fez isso comigo e de certa forma me chacoalhou! rs
      Leia!
      Beijos

      Excluir
  12. Adorei esse livro!
    Confesso que achei que o final seria diferente, mas gostei mesmo assim!
    Ótima resenha
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rízia,
      Também achei, ou melhor, esperava que o final fosse diferente, mas acho que perderia todo o sentido! rs
      Beijos

      Excluir
  13. Eu tenho grande interesse por esse livro desde quando o vi pela primeira vez, achei o título e a capa lindos, mas não é só isso que chamou a minha atenção, eu gostei bastante da sinopse, ela me deixou intrigada, mas eu ainda não tive oportunidade de ler o livro :/ Espero um dia ter, embora ele seja um tanto lento na leitura, eu acho que vale a pena, na verdade tenho certeza que vale depois de ler a sua resenha, deve ser o tipo de livro que faz o leitor refletir bastante e agradecer.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Larissa,
      Infelizmente o livro não teve a repercussão que merece!
      O livro super vale a pena, invista nele que você não vai se arrepender!
      Beijos

      Excluir
  14. Até que enfim uma resenha que me anima por demais a ler esse livro, que já é um grande desejado.
    Adoro histórias que entrelacem futuro e passado. e o fato dela ter pedido a memoria me instiga mais ainda.
    Outro livro nesse tipo é a última carta de amor da Jojo Moyes, já leu?!

    Enfim, quando tiver a oportunidade de ler, espero que ele me traga todas essas reflexões tambem.. acho que são a melhor parte de uma leitura =)

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dreeh,
      Tenho esse livro aqui pra ler, ganhei de presente de uma amiga querida!
      Leia porque ele nos leva a caminhos de plena reflexão e introspecção!
      Beijos

      Excluir
  15. Chrys,
    O livro parece ser um drama um pouco psicológico e mais maduro, né? Essa descrição da trama parece compor o cenário da vida de Lucy. Eu adoro essas tramas sobre seguir em frente e entender quem é você. Com certeza eu leria. :)
    Ótima dica. rs

    Abraços
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriano, querido!
      Sim, bem maduro, pela idade dos personagens e pelo que viveram e estão vivendo.
      Oba, adorei saber que te agrada! Leia e me conte!
      Beijos

      Excluir
  16. Oi Chrys! Eu lembro desse livro na divulgação da Única, mas acabei não pedindo ele pra resenha.. pelo que li de sua resenha eu vou gostar do livro. Gosto quando a narrativa é intercalada entre os personagens principais, porque é uma maneira de conhecer melhor. Também gosto quando tem detalhes, então eu provavelmente vou gostar. A premissa do livro parece ser bem interessante e pelo que percebi é um livro para nos fazer refletir e indagar nossos conceitos de vida.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jéssica sua linda!
      Se não pediu, então peça, acredito que você vá gostar. A narrativa intercalada dá, além de um panorama geral, fôlego pra gente absorver cada detalhe inserido na trama!
      Beijos

      Excluir
  17. Que bom que a leitura fluiu e você curtiu o livro! às vezes sinto falta de enredos mais adultos como esse, realmente a gente consegue se identificar bem mais. E com certeza nosso passado foi importante para nos tornarmos o que somos hoje, sem viver exatamente o que vivemos, por mais que possa ter doído, teríamos nos transformado em pessoas diferentes. Gostei da reflexão que o livro te causou e quero ler também.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ju,
      Também sinto falta de enredos mais sólidos, reflexivos e da minha faixa etária!
      Acho que ele cumpre bem o que promete e isso é importante em um livro!
      Beijos

      Excluir
  18. Oi, Chrys!
    UAU! UAU! Que livro! Achei muito boa a sua resenha. Às vezes, tudo o que precisamos pra sermos melhores é de um pouco de amnésia, né? Deixar os traumas do passado para trás e seguir em frente. Adorei a premissa do livro, com certeza entrou pra wishlist.

    Beijos
    Rayssa
    http://diariosdleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rayssa!
      Com certeza, a vida nos dá uma chance diária de fazermos diferente, de começarmos de novo, de pedir perdão e sermos felizes, temos que saber aproveitar!
      Beijos

      Excluir
  19. Hey, Chrys!

    Desde o lançamento desse livro tenho certo interesse nele (mais pela capa mesmo), e agora que li sua resenha realmente quero adquiri-lo. A estória deve ser daquelas que prende o leitor até o final do livro. Estou imaginando como deve ser lindo ver a reconstrução do amor das personagens... AH, EU QUERO! haha

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sérgiooo,
      Prende sim, tanto por você desejar saber o que levou à Lucie ter a amnesia quanto pela narrativa intercalada!
      Leia sim!!!!
      Beijos

      Excluir
  20. Oi Chrys,

    Meninas, comprei este livro ontem na Bienal e sua resenha só me fez ficar ainda mais interessada na trama. Gosto muito quando descubro obras com tramas mais adultas que tratam de conflitos, dilemas e temas mais próximos de mim, claro que não vivo só disso, pois amo fantasias e histórias mais leves para me lembrar que um ser adolescente mora em mim. (risos)

    Então creio que não me decepcionarei com esta obra que tem muito do que gosto, amor, lutas para vencer e entender o passado, redescoberta de si e reavaliação de comportamentos.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tânia, que bom saber disso!
      Espero que você goste como eu e que ele te faça realmente refletir sobre os temas apresentados! Ele é muito interessante e diferente do que sai por aí, em sua maioria.
      Também gosto de fantasia e infanto-juvenil, mas às vezes é bom por a cabeça no lugar! rs
      Leia e me conte!
      Beijos

      Excluir
  21. Oláaa!
    Eu adorei esse livro!
    Achei a história realmente sensível e o Grady é um fofo, né?! Só ele mesmo para aguentar 'a antiga Lucy", mas a personalidade dela, no final das contas, é super justificável, né?!

    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Amanda
    http://minhasconfissoesfemininas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Chrys não conhecia o livro, e gostei bastante do que você disse...
    Não sou muito de ler livros detalhados, gosto de leituras que fluem mais rápidas, mas é sempre bom ler esse tipo de leitura, faz bem rs

    Fiquei muito curiosa para conhecer as "duas" Lucy e tbm o Grady!

    Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taty,
      As vezes é bom adentrar um pouco mais no universo do personagem.
      Beijos

      Excluir
  23. Oi Flor!
    A leitura já valeu só pela mensagem bonita que vc deixou para nós dessa resenha! Tudo que vivemos, faz com que se transformamos na pessoa de hoje! Me interessei! Vou ler! Bela resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Paula,
      Que bom que você gostou da minha reflexão! rs
      Leia sim e depois me conte, ok?!
      Beijos

      Excluir
  24. Oieee, é muito gostoso quando conseguimos nos identificar com a vida da(o) protagonista do livro, já tinha visto este livro mas nunca tinha lido muitas resenhas, li somente algumas e através da sua resenha consegui perceber que o livro pode ter uma escrita mais lenta e mais detalhada como você mesmo citou, não gosto muito de livros deste tipo, mas ao final você me chamou a atenção com sua frase sobre o passado, me lembrei de algumas coisas e me senti atraído pelo livro, vou ler com certeza. A capa é linda!!! Abraços e valeu pela dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo,
      Sim, as vezes não basta mostrar a trama, mas como ela nos afetou, como nos fez pensar em nossa própria vida e isso pode atrair mais leitores.
      Beijos

      Excluir
  25. Eu gostei da premissa e a resenha trouxe elementos que ainda não tinha lido sobre a estória em lugar nenhum. Li que era arrastada demais e isso me desanimou.
    Mas, agora, fiquei a fim de ler e descobrir mais sobre a vida de Lucie.
    Que bom que ela se torna uma pessoa melhor :)
    Adorei a dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edna flor,
      É uma narrativa lenta, calam, onde as coisas são descritas com detalhes, mas não chega a ser arrastada. Acho que é uma leitura para um momento certo!
      Espero que goste
      Beijos

      Excluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!