05 setembro 2014

{Resenha} As lembranças de Alice - Liane Moriaty

Liane Moriaty
Nome do livro: As Lembranças de Alice
Autor(a): Liane Moriaty
Editora: Leya
Nº de Pág: 376
Classificação: 
Sinopse: Alice tem 29 anos, é apaixonada pelo marido, Nick, e está grávida de 14 semanas do seu primeiro filho. Ao menos é isso tudo o que ela se lembra. Imagine sua surpresa ao ser informada – quando acorda após um incidente em que bateu a cabeça – de que é mãe de três crianças, está com relações cortadas com a sua irmã e passa por um divórcio conturbado, às vésperas de completar 40 anos! A queda apagou a memória da última década de Alice. Agora ela terá que construir seu futuro apagando os erros de um passado que sequer lembra de ter existido. Poderá uma amnésia se tornar o melhor acontecimento em sua vida, nos últimos dez anos?
Alice Love acorda de um sonho esquisito e se vê deitada num lugar desconhecido, rodeada de pessoas que não reconhece mas que sabem o seu nome e lhe dizem coisas sem sentido, e está certa de que estava grávida de seu primeiro filho. Ela havia caido e batido a cabeça com muita força durante uma aula de step, mas ela odiava exercícios físicos, como poderia estar numa aula de step? Com a ajuda da irmã Elizabeth, Alice descobre que perdeu a memória dos últimos 10 anos, que tem 39 e não 29 anos, que tem 3 filhos e está em uma batalha judicial de divorcio com seu marido Nick. Como isso pode ser possível se ela o ama tanto? Ela se lembraria se tivesse filhos, não lembraria?

De forma gradativa Alice vai recebendo informações sobre os acontecimentos de sua vida nos últimos 10 anos, é apresentada aos 3 filhos, mas não se reconhece nas ações descritas pelas pessoas e não consegue entender o que transformou o seu relacionamento com o marido em algo tão agressivo. Com a certeza de que a qualquer momento vai recuperar as lembranças esquecidas Alice tenta seguir com os compromissos anotados em uma agenda escrita com a sua letra, mas não consegue compreender porque que sua vida tomou uma direção tão diferente do que ela esperava 10 anos antes.

O livro conta com a narrativa em 3ª pessoa no que se refere a Alice e em 1ª pessoa quanto a irmã Elizabeth, através de um diário feito a pedido de seu terpeuta, e de Frannie, a avó honorária das duas, que escreve sobre a sua vida e de sua família num blog, todas personagens muito carismáticas e interessantes que nos dão pistas sobre a vida de Alice.

O enredo se desenvolve de forma muito intrigante e divertida, a cada página Alice faz uma nova descoberta sobre a última década de sua vida e sobre a pessoa que se tornou, e também tem alguma nova lembrança que a faz questionar tudo a seu respeito e das pessoas a sua volta.

Os filhos de Alice dão uma pitada de humor inocente, pois vislumbram uma oportunidade de modificar os costumes da mãe e conseguirem o que sempre quiseram. A própria Alice se torna mais jovial e alegre e sua reação diante da descoberta de certos fatos é hilária.

Alice tem a oportunidade reescrever a sua história, mas fazê-lo sem sequer entender o que a levou até aquele ponto parece impossível e muitas vezes ela se vê lutando entre a necessidade de lembrar e a vontade de esquecer algo que ela sente ter sido muito doloroso. O que lhe casou tanta dor? Como seu amado marido se tornou inimigo declarado? O divórcio é mesmo o melhor caminho? O que é realmente importante para ela? O que a nova Alice pensa sobre questões que sua outra versão parecia estar tão decidida?

A história paralela de Elizabeth é muito comovente, e nos coloca diante da dura realidade das autoentituladas “inférteis”, como ter um filho virou o foco de sua existência, as consequencias de cada insucesso, os reflexos em seu casamento e em sua vida social.

O livro me fez refletir o quanto eu mudei nos últimos 10 anos, que tipo de pessoa eu me tornei, será que a jovem que fui aprovaria a mulher que me tornei? Provavelmente não! Mas é inevitável que as experiências e dificuldades que vivemos ao longo da vida nos modifiquem para o bem e para o mal, como mudaram Alice e Nick. De qualquer maneira, o que a experiência da Alice me mostrou é que devemos resgatar nossa essencia, que acabamos nos deixando apagar pela rotina, resposabilidades e desilusões, mas sempre podemos olhar a vida de uma forma mais leve, deixar um pouco as mágoas, o ego e as coisas que não nos acrescentam de lado para manter o que é de fato essencial para nossa felicidade.

Uma leitura muito interessante, gostosa e despretenciosa. Mistura drama, romance e uma pitada de comédia, onde cada personagem mostra seus defeitos, qualidades, sua evolução e o final, realmente me surpreenderam. 

Simplesmente amei!

40 comentários:

  1. Oi, Marina, quando vi o lançamento do livro fiquei curiosa. Sua resenha me ajudou a imaginar um pouco sobre como é o livro e agora me interesso mais.
    A narrativa dividida em duas me atraiu, ainda mais a versão da irmã. Não imagino o choque que a protagonista sofre por não se lembrar de uma década inteira, é como se ela tivesse perdido tudo. Os filhos tentando modificar a mãe deve ser engraçado, mas o quase divórcio deve ser triste.
    Espero que a história seja um recomeço para todos ao redor.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tatiana, é um choque muito grande mesmo a perda da memória, mas também uma oportunidade, foi o que tornou este livro muito significativo pra mim.
      Beijos

      Excluir
  2. Geeeente, que história massa! Adorei!
    Já coloquei na minha lista de próximas leituras e pretendo ler logo!
    Abraço.


    Likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa história, Não vai se arrepender!
      Abraço

      Excluir
  3. Oi Marina, gostei bastante da sua resenha. Parece ser um livro bastante interessante, nossa, como sua vida pode mudar em 10 anos e você não lembrar. Acho que deve ser interessante ir descobrindo junto com a Alice as coisas que aconteceram com ela. E achei bem legal também a forma como a narrativa é construída, não só com o ponto de vista da Alice, mas como o da sua irmã e da avó honorária.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafaella, é muito interessante mesmo a forma como a autora vai apresentando aos poucos os fatos que aconteceram no passado, e como eles tem sua relevância afetada pelo que ocorre no presente com a nova Alice.
      Beijos

      Excluir
  4. Nossa, eu adorei a resenha e a sinopse.
    Enquanto lia fiquei me imaginando 10 anos atrás ou 10 anos no futuro e muita coisa pode mudar na vida de uma pessoa.
    Vou colocar na fila de leitura, espero conseguir ler em breve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Muita coisa muda, até nós mesmos!

      Excluir
  5. Oie

    Eu já vi esse livro em algum blog, mas não me lembro qual, eu fico me imaginando daqui a 10 será o que eu vou fazer, será se eu irei me aprovar ainda não sei, mas o livro tem uma historia muito linda, me deu vonteda de lê-lo e descobrir tudo sobe a Alice, a capa é linda e a resenha me deixou com vontade de ler.

    Mayla

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! Vale muito a pena ler sim, recomendo!!

      Excluir
  6. Olá!!

    Não conhecia esse livro, mas eu gostei da sinopse e da sua resenha. Gosto de livros que nos faz pensar no que fomos e somos hoje.
    Gostei bastante :)

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  7. deve ser muito doido se isso acontecesse na vida de uma pessoa!
    confesso que enredos assim muito me atraem e não me lembro de ja ter visto esse livro antes, mas a dica ta anotada!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Marina.
    Nossa, me colando no ligar de Alice agora, me senti completamente perdida, que situação.
    Gostei do questionamento que o livro te levou a fazer, confesso que por conta de outras resenhas, minha vontade de fazer essa leitura era quase nula, mas acabei de ter uma nova visão sobre essa história.
    E eu quero saber mais do drama não só de Alice, mas também de Elizabeth.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paty, a história da Elizabeth, que a princípio servia apenas de suporte para a da Alice, com o passar dos capítulos toma vida própria e na minha opinião acrescenta muito ao livro.
      Beijos

      Excluir
  9. qualquer livro que nos faça refletir já é digno de menção... agora a resenha que nos faz refletir, olhar para o próprio umbigo, ahhhh isso já é lá muito diferente. fui bebendo cada palavra desta resenha, querendo o livro em minha estante e mais, querendo a resenhista pro perto para podermos comentar os lances durante um cafézinho. perfeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro comentar os livros!!!
      Obrigada pelo carinho.

      Excluir
  10. Má,
    Faz tempo que tenho esse livro aqui me esperando e não animei para ler. Engraçado porque você logo linkou ela ao outro livro que decidimos ler para o post especial, eu sequer pensei nisso, sou péssima para nomes!
    Adorei a resenha, realmente o Rodolfo falou uma coisa certa: resenhas que nos fazem refletir são demais e a sua me fez ficar pensando em como seria a vida da Alice... Achei meio parecido com um outro que li, o "Enquanto eu te esquecia".
    Lerei em breve!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga! Você sabe que quando leio um livro que gosto muito fico louca atrás de tudo o que o autor escreveu, e esse não me decepcionou!
      Um beijo

      Excluir
  11. Oi Mariana!
    aaah que delicia de resenha!
    deve ser uma leitura incrivel! e bom se minha mae se esquecesse de mim, eu também tiraria proveito! hahaha afinal nada como moldar a mãe do jeito que a gente quer né?! :)
    hahaha!
    adorei o livro e deve ser bacana pensar em como nós somos e como desejávamos ser!
    fiquei curiosa para conferir o livro!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lara! É uma leitura espetacular sim, tive que me segurar para não contar detalhes demais e tirar as surpresas de quem vai ler!
      Um beijo

      Excluir
  12. Marina, eu nunca tinha visto nada sobre esse livro, e ele acabou chamando muito a minha atenção depois da sua resenha, principalmente por ter te feito pensar sobre quem se tornou e se a garota de dez anos atrás aprovaria a mulher que acabou surgindo, pois adoro histórias que nos coloquem para refletir. Teve ter doído bastante na personagem acordar e não conseguir entender nada do que estava acontecendo, não consigo imaginar como deve ser perder 10 anos de lembranças... espero que ela tenha conseguido um final feliz!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, este livro me causou muitas reflexões mesmo, algumas bem doloridas até, mas aí é que está a mágica dos livros né, nos fazer refletir e crescer sem ter que passar pessoalmente pela situação.
      Um beijo

      Excluir
  13. Oi, Marina. Pra falar a verdade, eu nem tinha visto esse livro anteriormente. Gosto de histórias que mexam com amnésia porque dão bons enredos, as possibilidades de desenvolvimento são muitas.
    Algumas vezes paramos pra pensar sobre futuro, mas nunca imaginamos coisas ruins, sempre fazemos as melhores projeções. Acho que esse livro será bem interessante pra reflexão de nossas vidas, principalmente sobre o que fazemos hoje e os reflexos que isso causará mais pra frente.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Giulia, ele mostra que cada pequeno erro que cometemos até sem perceber com a irmã, o marido, os filhos com o passar do tempo pode se tornar alguma coisa muito grande, modificando as relações de forma drástica. Nunca tinha lido nenhum com este tema de amnésia e gostei muito.
      Beijos

      Excluir
  14. Pera, diário, blog... eu não sabia que os personagens secundários participavam ativamente assim e de forma tão diferente! Gostei =D
    Eu quero ler esse livro a tempos! e espero ter a oportunidade em breve =)
    Essa reflexão de 10 anos a trás não vai fazer muito sentido já que eu tinha 12 ano apenas, mas ainda sim acho que o livro pode me fazer refletir.
    Espero gostar dele tanto quanto você =)

    Beeijinho. Dreeh
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dreeh, apesar de ter lido por ai que algumas pessoas não gostaram da interferência dos outros personagens, eu gostei muito, achei muito relevante para reconstruirmos a história da Alice, além de contarem histórias interligadas muito emocionantes.
      Um beijo

      Excluir
  15. Marina, querida, adoro suas resenhas, seu texto é muito envolvente. Especialmente quando vc faz uma reflexão sobre a leitura, colocando a realidade como comparativo.
    Realmente deve ser muito louco perder a memória assim e acordar num tempo 'futuro', quando tudo que guardamos ficou adormecido por uma década... nem sei como seria! E saber que sua vida tomou um rumo diferente sem que vc saiba, rsrs, nossa. Sem identidade e pior, sem identificação com a pessoa que vc se tornou (ainda que à sua revelia)...
    Quero ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manu, você é que é uma querida! Sempre com comentários carinhosos, obrigada mesmo!
      Eu nunca tinha imaginado esta hipótese de perder parte da memória, é muito angustiante a situação da protagonista, todos dizendo que ela era assim ou assado, que fazia coisas malucas, só lendo para entender, muito bom mesmo!
      Um beijo

      Excluir
  16. Ola Marina adorei a premissa do livro , me peguei rindo aqui como deve ser os filhos tentando mudar as regras kkkkk eles nem devem adorar, e também saber o desfecho dessa historia imagina voc~e em meio a tantas crises não lembrar dos últimos dez anos , quero muito ler . adorei a resenha beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passei muita vergonha rindo em público por causa deste livro! kkkkk
      Tem muito drama mais a situação é cômica também!
      Um beijo

      Excluir
  17. Hey, Mari!

    Ganhei "O Segredo do meu marido" da Editora Intrínseca e simplesmente adorei a narrativa e a forma com que a autora aborda os diversos temas do enredo. Fiquei encantado com a sua resenha e já necessito dessa obra... parece ser muito boa! Mas cadê dinheiro? Cadê?

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi justamente o Segredo do meu marido que me fez querer ler As lembranças de Alice, e garanto que é tão bem escrito quanto!

      Um abraço!

      Excluir
  18. Marina,
    Achei incrível a construção da narrativa. Em 10 anos muuuuita coisa por acontecer e eu imagino como é difícil para a personagem tentar compreender tudo que ocorreu nesse período para que sua vida tenha saído do rumo desse jeito.
    Todas essas mudanças me deixaram muito curioso com o livro. Já quero ler e espero gostar tanto quanto você. Amei a resenha :)

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Olá Mariana!
    Gostei muito da sua resenha. Adoro livros que tenham esse drama. Fiquei muito curiosa pra saber se a Alice conseguiu recobrar a memória e se ela conseguiu colocar sua vida nos eixos. Não deve ser fácil pra quem sofre esse tipo de problema. Levar a vida adiante sem se lembrar das pessoas e do que passou é muito ruim. Vou colocar esse livro na minha listinha pra mais pra frente poder ler.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oii Marina, tudo bem? Adorei a premissa desse livro e a sua resenha. E acredito que a garotinha de 10 anos atrás, tbm não me aprovaria, mas como vc disse, vamos nos tornando aquilo que a vida vai pedindo de nós. Fiquei bem curiosa pelo livro e torcendo por um final feliz. Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá

    Apesar de ter curtido a capa e você ter feito uma resenha motivadora, não me interessei pelo livro pois o livro não faz muito meu estilo de leitura e estou com outros livros na fila para ler, então não será dessa vez que sairei da minha zona de conforto para conferir algo novo =/

    Abraço!
    http://pipocaradioativa.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi Marina!
    Adorei sua resenha e fiquei super curiosa pra ler esse livro, ainda não tinha lido nenhuma resenha dele. Como estou na mesma faixa etária da personagem, acho que vou me identificar com algumas de suas indagações, e saber que o livro tem uma pitada de humor me deixa ainda mais disposta a lê-lo.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  23. Aiiiiiiiiiiii para tudo

    Mas o que aconteceu com ela no fim rs?? kkkkkk

    Gente me deixou cheia de perguntas !!! Vai pra listinha com certeza!!

    Sara

    ResponderExcluir
  24. Não conto Sara kkkkkk

    Fiquei enlouquecida para saber o final e não consegui desgrudar do livro até descobrir!

    Vale a pena por na lista!

    Bjo
    Marina

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!