19 novembro 2013

Porque o pijama de “O Menino do Pijama Listrado” é listrado?

O menino do pijama listrado” é um livro escrito por John Boyne e conta a história de Bruno, um menino alemão e filho de um oficial da SS nazista. O livro se passa durante a II Guerra Mundial.

Bruno vai morar perto de um campo de concentração, porém pensa tratar-se apenas de fazendeiros e acaba por fazer amizade com um garoto que mora do outro lado da cerca de arame farpado e usa todos os dias o mesmo pijama listrado.

O Escritor conta que leu muitos livros sobre o Holocausto (http://pt.wikipedia.org/wiki/Holocausto), porém escolheu fazer a narrativa do ponto de vista de Bruno, o que deu à história um toque de ingenuidade, inédito nas histórias contadas sobre esta temática pesada. A intenção era mostrar o outro lado da moeda, entretanto de uma forma sutil.

Nas palavras do próprio escritor: “Bruno tem uma distância e uma inocência que é próxima daquela que um escritor não-judeu teria” “Bruno é ingênuo, mas conforme a história se desenvolve, ele começa a entender o que seu pai está fazendo, e se isso é ou não certo. Mas ele vê o pai como um herói, e ele não quer enxergar ele como o autor de algo tão terrível”.

Na época da Segunda Guerra Mundial, os judeus usavam uniformes listrados para diferenciá-los do restante da população e, de certa forma, marcá-los. A analogia feita pelo escritor ao compará-los a um pijama (em virtude da narrativa de uma criança), foi capaz de dar sutileza ao horror vivido por aqueles seres humanos.

Imagem real dos judeus com seus “pijamas” no campo de concentração na Alemanha.


Imagem do filme do livro “O menino do pijama listrado”, onde Bruno conversa com Shmuel através do muro de arame farpado.



Muito embora a história seja considerada uma fábula sobre a amizade nos tempos de guerra, a historia nos remete a fatos reais e nos ensina sobre acontecimentos históricos da humanidade!

Eu desconfiava, mas não sabia a razão histórica e a analogia feita pelo autor a respeito dos uniformes/pijamas.

Espero que eu tenha trazido informação curiosa e que agregue conhecimento a vocês!!!

20 comentários:

  1. Nossa.. só de ler sobre isso já fico arrepiada.. até hoje não li o livro nem vi o filme, apesar de amar esta temática, porque sei que irei me emocionar demais. Adorei saber sobre essas curiosidades amiga. Acabei de ver que você está lendo A Mulher do Viajante no Tempo. Espero que goste :) É um dos meus livros favoritos. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  2. Não sabia dessa curiosidade!
    Há tantas coisas, críticas, escondidas dentro de um livro é difícil captar tudo.
    Adorei saber disso!
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Curti!
    Eu vi o filme, mas não li o livro. E confesso que não teria nem coragem.
    Sendo uma parábola ou não, a história dá um soco no estômago em muitos sentidos. E o pior é saber que por mais que seja uma ficção, coisas piores aconteceram de verdade.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Gostei de saber dessa curiosidade e também da forma sutil e até mesmo inocente como o autor, narra sua história, mas não tenho vontade de ler esse livro, ou assistir ao filme.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Não sabia o porquê do pijama listrado! Obrigada pelo esclarecimento!
    Li o livro, mas não gostei tanto como do filme (acho que essa é a primeira vez que digo isso).

    ResponderExcluir
  6. Eu não li o livro apenas vi a adaptação e tem tanto tempo que não me lembro muito. Gostei de saber sobre o pijama, a história é muito triste, é horrível ver como essa guerra foi desumana e cruel e quantos morreram com ela, que não tenhamos uma terceira guerra como essas outras duas.
    Abraços, Raquel.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, não sabia que era por isso. Acho que é o título mais bonito e com mais significado que já vi. Outro dia li um livro ilustrado chamado A Busca que fala sobre nazismo. Nunca li O menino do pijama listrado e nem vi a adaptação, mas me deu vontade, um dia leio.

    ResponderExcluir
  8. Eu não sabia que era pra diferencia-los dos demais que era usado a roupa listrada. A foto real nos mostra bem isso...Li esse livro e é realmente uma linda historia de amizade, num tempo em que não poderia haver contato com os judeus! Agora quero ver o filme que me disseram que é tão lindo quanto o livro! Bjão! :)

    ResponderExcluir
  9. Que curiosidade legal. Eu não sabia que o "pijama" do título fazia analogia aos uniformes que os judeus usavam durante a II Guerra Mundial.
    Li esse livro há uns 3 anos atrás e acabei de perceber que preciso reler. É um livro extremamente sensível e tocante. Vale a pena!

    ResponderExcluir
  10. Já assisti ao filme e li o livro recentemente.

    Bjo!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. só assisti o filme e achei bem chocante, é tão triste saber que aquilo realmente aconteceu, que pessoas foram mortas, aniquiladas por sua crença!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu quero ler esse livro. O assunto em si me chama muita atenção, embora eu esteja preferindo, no momento, temas mais leves.Mas ele esta na minha lista de desejados,pois o filme é demais, imagina o livro.

    ResponderExcluir
  13. Como uma grande viciada em história, quando assisti ao filme, ficou bem claro o sentido do "pijama listrado". Adoro a forma como a narrativa foi feita, nos mostra todos os fatos reais, de uma forma inusitada, ingênua, de uma criança. Me matei de tanto chorar quando li e depois quando assisti ao filme. É realmente muito bonito.

    http://fuxicandosobrelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Eu tenho vontade de ler, mas tenho certeza que chorarei até não querer mais... Eu imaginei que pijama seria alusão ao uniforme.
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Não tive a chance de ler o livro, mas já assisti ao filme e achei fascinante.
    Gostei desse seu texto, tipo uma resenha, porém bem mais profundo emocionalmente.
    Super Abraço, Victor Rosa
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Nossa esse é aquele tipo de leitura pesada mais que agrega utilidade para todos..São leituras, filmes que nos mostram do que o ser humano é capaz de fazer pela discriminação e nos conta um pouco da história do mundo..Acho interessante o autor usar o pijama como analogia e descrever com crianças a relação de amizade numa época tão dificil..

    ResponderExcluir
  17. Eu simplesmente amo livros que se passam em guerra, embora eu sofra muito com essas histórias, porque geralmente elas não tem um final muito feliz. Mas esse livro me pareceu muito intrigante. O fato de se passar em uma época onde teve muito sofrimento e se tratar de personagens de certa forma muito inocentes, me chamou atenção.

    ResponderExcluir
  18. Eu já sabia que na verdade eram uniformes, não pijamas, mas algumas coisas no post ainda serviram para esclarecer. Nunca vi o filme, so li o livro, porque sempre achei as imagens do filme artificiais demais, não sei se o filme é assim mesmo ou só as imagens, por isso nunca me interessei por ele ^^

    ResponderExcluir
  19. Já vi o filme e não li o livro.
    Já sabia dessa questão do "pijama", mas é sempre tão bom ler posts que esclarecem coisas assim... pretendo ler o livro.

    ResponderExcluir
  20. Oie! Ainda não tive a oportunidade de ler o livro mas assisti ao filme e achei lindo, entendi logo a analogia das roupas do campo de serem comparadas à pijamas, o filme deixa isso bem explícito, na verdade acho até que o menino judeu diz à Bruno que não são pijamas. O filme é emocionante e a história muito linda, lições de amizade e traição são o ponto forte, super indico o filme e espero poder ler o livro também.
    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!