25 janeiro 2016

{Resenha} O Colecionador de Peles - Jeffery Deaver

Jeffery Deaver
Nome do livro: O Colecionador de Peles (Lyncoln Rhyme #11)
Autor(a): Jeffery Deaver
Editora: Record
Nº de Pág: 490
Classificação:
Sinopse: Um novo serial killer espreita pelas ruas de Nova York com sua mente doentia e perturbada.Conhecido como O colecionador de peles, ele é um tatuador que arrasta as vitimas para o subterrâneo da cidade, onde pode realizar sua arte sem ser interrompido. O problema é que, para criar suas obras primas, em vez de tinta, ele desenha com venenos letais, causando mortes lentas e dolorosas.Convocados para a investigação, o detetive Lincoln Rhyme e sua parceira Amelia Sachs tem apenas as mensagens criptografadas gravadas na pele das vitimas como ponto de partida. Enquanto tenta descobrir o significado das tatuagens, a dupla segue por um caminho tortuoso em que nada é o que parecer ser, e precisa correr contra o tempo para decifrar as pistas que encontram , antes que O colecionador de peles faça sua próxima vitima.
Eu já conhecia o autor de outros livros da série do detetive Lincoln, e muitos já devem ter até assistido o filme baseado na história de O Colecionador de ossos. Pena que as edições no Brasil não seguem a linha de ordem, porque para quem gosta desse tipo de leitura carregada de suspense policial, iria adorar seguir a série.

Lincoln e Amelia são novamente chamados para solucionar um crime que tem toda a cara de ser serial. Um assassino que deixa suas vitimas marcadas com uma tatuagem, tatuagem essa que contém um veneno.

Paralelamente a este crime, eles ainda estão investigando um assassinato e Lincoln tenta descobrir parceiros de um antigo criminoso que ele enviou para a prisão e acaba de morrer. Mais conhecido como O Relojoeiro, Lincoln aparece "duelando" com ele no livro - Lua Fria.

Apesar dos livros não serem continuação, o assassino parece deixar pistas do mesmo modus operandi do "Colecionador de Ossos", o que por um momento faz com que os detetives pensem se não se trata de um imitador, ou alguém ligado a alguma das vitimas desse crime do passado.

Como em um jogo de gato e rato, Lincoln tenta se antecipar às jogadas do criminoso, que por sua vez, já estudou o modo de Lincoln investigar, e deixa as cenas de crimes o mais limpa possível para que Amélia não encontre nenhum vestígio e assim, não descubra sua identidade.

Como expectador o leitor descobre de cara a identidade do assassino, o que não tira de forma alguma as reviravoltas e surpresas que o livro proporciona. Acostumada a ler esse tipo de livro, fui tentando desvendar as pistas deixadas aqui e ali, mas Jeffery Deaver é mestre no que faz. E quando eu achava que AHA, tinha descoberto algo, nada daquilo era o que parecia ser ( Deu pra entender?). 

Pois bem, foi com essa cara de espanto que eu fiquei, porque o livro ia chegando ao final e parecia que iam ficar pontas soltas, mas não, tudo se encaixa, tudo tem um porque, a verdadeira motivação do assassino só é descoberta bem no finalzinho, o que nos faz querer devorar tudo que Jeffery já escreveu nessa vida.

Seria perfeito se esse livro também fosse adaptado, porque mais que uma história de serial killer, é um enredo profundo que mostra cicatrizes que um passado familiar pode fazer. Mostra como a psiqué humana é escura e inacessível em alguns casos, e que, em alguns deles, infelizmente são irrecuperáveis.

É comum nos livros de Deaver, ele soltar um pouco a trama e ela parecer perdida, para alguns capítulos a frente ela voltar magistal com tudo no lugar e reviravoltas dignas de aplausos.

É possível ler o livro sem ter lido nada do autor, mas para uma leitura completa eu recomendo ler antes "O Colecionador de Ossos" e "Lua Fria".

Um Beijo

Um comentário:

  1. não é muito meu tipo de livro preferido, reconheço os bons elementos da trama, mas não sinto que seria um livro que leria com aquele prazer de ler
    receios iniciais ainda não superados rsrsrs
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!