02 fevereiro 2016

{Li até a página 100 e...} A Janela Quebrada - Jeffery Deaver



Depois de ler a resenha da Sara e precisar de um livro com uma pegada forte desde o começo, resolvi investir em Jeffery Deaver.

Lembrando que estou lendo o e-book, então eventualmente pode haver diferença na paginação.

Primeira frase da página 100: "O Criminalista francês Edmond Locard afirmou que sempre que um crime é cometido há uma transferência de provas entre o criminoso e a cena do crime ou a vítima. Referia-se especificamente a resíduos, mas a regra se aplica a muitas substâncias e tipos de provas. Talvez seja difícil encontrar a ligação, mas ela existe."
Do que se trata o livro?: Quando o primo de de Lincoln Rhyme, com quem ele não fala há anos, é preso por um assassinato que ele jura veementemente não ter cometido, o criminologista concorda em analisar as evidências do caso só para confirmar se a perícia deixou passar algo. Mas o que encontra são provas incontestáveis: sangue, fibras, e-mails, e até a ligação de uma testemunha ocular. O único problema é que tudo está certinho demais. Desconfiado, Rhyme e sua equipe pesquisam alguns casos parecidos e chegam a uma assustadora conclusão: um psicopata com acesso a todo tipo de informação - da marca preferida de roupa ao histórico bancário -, está usando esses dados para escolher suas vítimas, roubá-las, violentá-las e matá-las. Ele também incrimina inocentes por esses crimes, plantando indícios irrefutáveis para a polícia e o júri. Sem ter ideia da identidade do assassino, chamado por eles de Desconhecido 522, Rhyme e Amelia Sachs se deparam com o maior desafio de suas carreiras, um vilão insidioso, obcecado por acumular - de coisa jogadas no lixo a troféus que ele recolhe de suas vítimas. Um homem que sabe usar facas e revólveres, mas cuja principal arma é a informação. E é justamente com esta ferramenta que eles deverão combater o assassino, o que os leva à poderosa Strategic Systems Datacorp e seus trilhões de gigabytes de dados. Passado em três frenéticos dias, A janela quebrada é um dos melhores romances de Deaver e comprova que ele é um mestre no gênero policial, aliando reviravoltas incríveis a fascinantes e bem pesquisados detalhes sobre roubo de identidade, mineração de dados, ameaças à privacidade e, é claro, ciência forense.

O que está achando até agora?: Estou adorando, era realmente o que eu precisava, ficar intrigada, ter vontade de não parar pra mais nada além de ler e quando é preciso parar, ficar ansiosa pelo retorno à leitura!

O que está achando dos protagonistas?: Lincoln é um personagem forte, é um criminalista que mesmo tetraplégico, não desistiu de sua vida, nem de sua carreira, utilizando seu amor pela profissão e seu conhecimento para desvendar e descobrir criminosos. Adorei conhecer sua personalidade além do filme "O Colecionador de ossos", aqui ele me parece mais real.

Melhor quote até agora: A trama está tão interessante que não me atentei a marcar nenhum quote específico.

Vai continuar lendo?
 Sim
já li praticamente todo e preciso saber como Lincoln pegará esse assassino tão astuto.

Última frase da página: "- Eu não disse que você não poderia fazer isso - respondeu o capitão, com firmeza, mas sem alarde - Mantenha-me informado."

Um comentário:

  1. oi chrys, como eu ainda não conhecia o livro curti bastante a dica de um autor que é tão bem comentado aqui no blog
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!