26 setembro 2013

[RESENHA] Limiar - Jessica Warman

Título: Limiar
Autor(a): Jessica Warman
Editora: Galera Record
Gênero:
Págs: 392
Sinopse: Liz Valchar sempre teve tudo o que poderia desejar. Dinheiro, beleza, um namorado perfeito e, agora, uma festa de aniversário no iate particular, na companhia de seus cinco melhores amigos. Mas quando ela acorda no dia seguinte, percebe algo errado. Boiando na água, bem ali, entre o barco e o cais, está o corpo de uma adolescente. Ao observar melhor, Liz percebe horrorizada, que aquele é o seu corpo. E que ela está morta. A única companhia dela é Alex, um menino que morreu um ano antes em um acidente de carro. Juntos, tentarão solucionar o mistério da morte dela, reconstruindo seus últimos dias de vida.

Esse livro foi indicação da Manoela da Galera Record, conheçam Limiar da Autora Jessica Warman.

Elizabeth Valchar, ou apenas Liz é a garota mais popular do colégio, assim como seus amigos e seu namorado, o belo Richie. É seu aniversário e Liz resolve comemorar dando uma festa em seu barco, apenas para seus melhores amigos, com direito a muita bebida e algumas substâncias entorpecentes.

No meio da noite Liz acorda por causa de um insistente barulho, como se alguma coisa, algum peixe tivesse ficado preso no casco do barco. Ela tenta acordar Josie, sua melhor amiga e meia irmã, mas ela está longe de responder, ao que parece, pela bebida. Liz decide então investigar o irritante barulho, mesmo com medo e o que encontra do lado de fora, não é nada agradável.

"Não é um peixe: é uma pessoa. Uma garota. (...) Mas não é isso que está fazendo o barulho. São os pés dela, as botas na verdade. Ela está usando um par de botas brancas de cowgirl, incrustrada de pedras e com ponteiras de metal.Como sei de tudo isso? Porque as botas são minhas. Assim como as roupas. A garota na água sou eu."

A partir daí Liz encontra Alex, um garoto comum, não popular de sua escola e que morreu 2 anos antes dela, atropelado por um motorista que não lhe prestou socorro. Embora não goste dele, ela aceita sua presença pois é o único que a vê e fala com ela. Liz não se lembra de muitas coisas que aconteceram quando estava viva, as lembranças vão aparecendo aos poucos e Alex está sempre por perto.

Liz está diferente, ao reviver muitas lembranças ela percebe que ela e seus amigos não são quem realmente ela pensou que fossem, eles são maus à sua medida, e percebe ainda, que ninguém é confiável, nem ela mesma.

Liz e Alex ainda possuem uma missão a cumprir, por isso ainda não foram para o "outro lado" ou para a "luz", como eles chamam, mas que eles desconhecem. Eles revivem muitas lembranças e amadurecem com cada uma delas até descobrirem porque, depois desse tempo todo, precisaram permanecer juntos para então seguirem seus caminhos

Ela precisa descobrir o que aconteceu na noite em que morreu, para seguir em paz!


Eu gostei desse livro, mas acho que criei expectativas demais sobre ele. Eu imaginei 1000 coisas que, quando o livro acabou, cheguei a pensar: teria sido muito bom se tivesse acontecido como pensei!

A ideia dele é muito boa, mas ele acabou sendo previsível e um pouco cansativo. Liz e Alex reviveram lembranças muito importantes, mas outras nem tanto, poderiam ter sido descartadas. É muita informação!

Eu gostei muito de Alex e senti pena de Liz! Adorei Richie, que embora fosse o traficante da cidade, era o mais sensível. Conforme Liz foi revivendo coisas e foi acompanhando a vida dos que ficaram, ela acabou mesmo sem querer, conhecendo verdadeiramente cada um de seus amigos e familiares e do que cada um deles era capaz para conseguirem o que queriam!

O livro é muito interessante, mas acredito que seja um excelente Thriller psicológico para adolescentes!!! As passagens na escola, o Bullying dos populares contra os não populares é um tema muito bom para quem está na mesma idade que a protagonista, 17 anos!

Agora o que mais me chamou a atenção foi a parte que tratou do distúrbio alimentar e psicológico de uma mãe que ensinava sua filha ainda criança a contar calorias e gorduras! Fiquei chocada e pensando que isso existe realmente e em como algumas mães são insensatas a ponto de impor suas escolhas ou fraquezas psicológicas a seus filhos e não pensar em sua saúde! Criança precisa de açúcar, precisa de gordura, precisa de carne!!!!! Fico revoltada com isso, definitivamente!

A mãe de Liz morreu em sua frente, por conta dessas escolhas e deixou uma marca absurdamente forte e que foi impossível não refletir no futuro da filha! Incrível como nossas atitudes quando pais de crianças refletem em suas vidas!!! #medo!

O livro me fez pensar muito a respeito de algumas atitudes adolescentes e em como é difícil fazê-los entender algumas coisas, como por exemplo beber e dirigir, ou no caso, beber, usar drogas e estar próximo ao mar!!! Os filhos morrem, invertem a lei da vida e deixam os pais destroçados emocionalmente. É difícil recomeçar porque para os pais, a vida acabou!

Fiquei tocada com o estado do pai da Liz, nem quis me imaginar no lugar de um pai/mãe que perde o filho/a!!! Isso deveria ser terminantemente proibido!!!!

Ainda assim, ainda que com todas essas lições fantásticas sobre a vida, o livro poderia ser melhor, mais profundo. Mas para o público a que se destina, acredito que vá ser extremamente tocante!!!!

Leitura obrigatória para jovens de 15 a 20 anos!!!!!! Comprem para seus filhos!!!!



Beijos


16 comentários:

  1. heey,
    boa resenha. Não achei que o livro fosse tão previsível, mas parece uma história legal.
    Parabéns pela resenha.

    ;*

    www.livredujour.wordpress.com
    www.facebook.com/livredujour1

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a sua resenha, eu também não curti muito, eu já li e acho que deixou a desejar em algumas ocasiões. Bjokass

    ResponderExcluir
  3. Achei muito interessante por conter assuntos bem atuais ( bullyng, encarnação, vida escolar, transtornos...) e com certeza este livro entrou para minha lista de desejados e gosto de historias que te prendem. Ansiosa pela leitura =)
    Parabéns pela resenha ♥
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Adorei a premissa da história e o mistério que envolve o livro. Assim como você às vezes costumo criar mil teorias para uma trama e quando não acontece nada do que pensei me frustro um pouco. É muito triste mesmo essa realidade de mães totalmente preocupadas com a aparência que passam isso para os filhos desde pequenos. Porque desculpe, alguém obcecado apenas com calorias não se preocupa com saúde. É realmente difícil criar filhos psicologicamente saudáveis e ensinar os reais valores da vida. Um grande desafio. Adorei a dica de leitura. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro, mas me pareceu interessante, dramático até mesmo triste. Se tiver oportunidade eu o lerei sim:) Bjs...
    anna-gabby.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Tenho a idade da protagonista, vou procurar ler ele! Não sabia que era reflexivo, achava que era só um suspense. Nossa fiquei impressionada com isso de a mão fazer com que a filha criança contasse as calorias do que comia...

    ResponderExcluir
  7. Adoro um belo thriller psicológico. Desde que o livro foi lançado eu fiquei com vontade de ler.
    Essa sinopse que chama super atenção e a capa maravilhosa, dão um curiosidade maior. Quero tanto saber o que aconteceu com a Liz... dá pra ver que o livro envolve muitos assuntos!

    ResponderExcluir
  8. Ai meu Deus! Mas que quote é esse?
    Depois disso eu não preciso nem falar nada, porque eu preciso realmente ler esse livro.
    Imagina só, você morre e vê seu corpo lá.
    E eu estou na faixa etária para esse livro ainda!

    ResponderExcluir
  9. Chrys entre autos e baixos da pra ver que você gostou da história e que tirou boas conclusões no fim das contas, mas eu não me vejo lendo-o, não foi uma coisa de quimica instantânea, tenho medo de assim como vc criar mil expectativas e me frustrar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha! O livro parece interessante,mas acho que entendi o que falou sobre a faixa etária do livro,depois de uma idade tempos visões diferentes sobre certas coisas.Há coisas que impactam mais e outras menos.

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha Chrys!
    Já tinha lido outras duas resenhas sobre ele e mesmo ele não ganhando as melhores notas..eu me interessei muito pela história..por isso ele ja ta na minha lista :)

    ResponderExcluir
  12. Oi! Eu ainda quero ler o livro e agora estou tentando baixar as expectativas para não me decepcionar com o livro. Isso de filho morrer antes dos pais não deveria acontecer, e quando que as pessoas vão aprender que álcool com dirigir não combinam.
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Sua resenha ficou perfeita, fiquei pensando que loucura voce acordar com um barulho incômodo e for ver o que é dar de cara com seu corpo! Achei que a autora explorou bastante os temas bullyng e o distúrbio alimentar, temas tão fortes e tão "experimentados" pelos adolescentes, e concordo com voce, existe muitas e muitas mães que passam essa neura de dietas, ditadura da beleza pra suas filhas crianças ainda, isso é terrível, mas é uma doença infelizmente e elas não se dão conta! Talvez vc tenha tido uma alta expectativa por isso a leitura não foi tudo que voce queria, mesmo assim, acho que vou gostar do livro e pretendo le-lo, bjão! :)

    ResponderExcluir
  14. Tinha visto algumas coisas dele, mas fiquei meio que deixando de lado. Se pudesse ler sei que seria muito bom, a leitura parece ser bem gostosa. Pena que é previsível, mas cansativo não sei se acharia. Pelo que vi parece ser do tipo que prende atenção. Ao menos acho que pra mim seria...

    ResponderExcluir
  15. Chrys adorei a resenha mas achei que fosse um livro sobre sereias hehe. A premissa é bem interessante e esse suspense deixa tudo mais emocionante. Também acho que deveria ser terminantemente proibido uma mãe ou um pai perder um filho, não sou mãe mas sei que uma mãe coloca o filho na frente de tudo, e de repente vê-lo desaparecer, ir pro outro lado não deve ser nem um pouco fácil. O bullying é algo que apesar de ser muito comentado que é errado está em constante crescimento, principalmente dentro das escolas, chega a ser ridículo os insultos que algumas pessoas usam contra as outras. É insuportável escutar alguém que se acha melhor que os outros e acha que tem o direito de rebaixar o outro. Convivo com isso diariamente e enche o saco!
    Pela sua indicação de idade devo lê-lo! Obrigada pela dica.

    Beijos, Greice.

    ResponderExcluir
  16. Não acho a capa e nem a fonte bonitas. Essa é uma capa que não me chama a atenção, mas a sinopse me pegou de jeito, viu! kkk Sério! Eu amei o que parece ser proposto para essa leitura.
    Gosto quando a personagem principal não é aquele boa moça e no começo não nos simpatizamos muito, mas que durante a leitura, com todos os acontecimentos nos faz torcer por ela. E mesmo sem ainda ter lido ''Limiar'' já estou curiosíssima pra saber como ocorreu a morte de Liz.
    Realmente, é difícil pensar em seu filho indo antes de ti. Como você citou, Chrys, a vida acaba.
    ''Limiar'' me parece ser sensível e forte ao mesmo tempo. Quero muito lê-lo!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para nós e será sempre respondido, volte para conferir!
Se possível, deixe o link de seu blog, adoramos conhecer espaços novos e retribuir a visita!